PN Peneda Gerês

Hoje o meu trilho leva-me ao… GERÊS

18/08/2007

Espigueiro do Soajo

Numa altura em que o calor aperta e (quase) todos os trilhos levam à costa, à praia, principalmente para sul, paradoxalmente, o meu trilho conduz-me a Norte, a uma das mais bonitas, misteriosas e almejadas zonas de Portugal.

Gerês é apenas uma de um conjunto de serras fascinantes que se erguem no alto nordeste de Portugal. Um autêntico santuário natural, um paraíso para os apreciadores da natureza, do trekking, da observação, onde podemos encontrar alcateias de lobos, garranos (cavalos servagens), corços, matas de azevinhos, paisagens de cortar a respiração…

A serra do Gerês em conjunto com a serra do Soajo, Amarela e Peneda e os planaltos da Mourela e de Castro Laboreiro fazem o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

O Parque Nacional da Peneda-Gerês foi criado a 8 de Maio de 1971, tornando-se na primeira área protegida  e no único Parque Nacional do país. A área do PNPG encontra-se dividida em zona natural (zona de protecção integral, correspondente a um terço da área) e de zona rural (zona tampão envolvente).

O PNPG localiza-se na região Norte de Portugal (Minho-Lima, Cávado, Alto Trás-os-Montes) abrangendo os concelhos de Arcos de Valdevez, Montalegre, Ponte da Barca, Terras de Bouro e Melgaço, totalizando uma área de 70 290 ha. Destes, 5 275 ha pertencem ao Estado (Matas Nacionais sob gestão do ICN), 45 577 ha são terrenos baldios e a restante área é propriedade privada. O P.N.P.G. é a única área protegida nacional que possui a categoria de Parque Nacional, o nível mais elevado de classificação das áreas protegidas. «mais informação»

O ponto mais elevado localiza-se na serra do Gerês e ultrapassa os 1500m. É atravessado por muitas linhas de água, de entre as quais se destacam os rios Cávado, Lima e Homem

Comentários

Comentários

You Might Also Like

No Comments

Este artigo foi escrito para si. Se gostou, comente...