África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Marraquexe, a capital do Reino

27/09/2011
Marraquexe

O trânsito está um caos. Eram cerca das 6 da tarde quando chegámos a Marraquexe. Hora de ponta. A viagem desde as cascades d’ouzoud demorou cerca de 2h e meia. Estamos cansados. Primeiro, temos de procurar um local para passar a noite. Tomar um banho e Jantar.

trânsito em Marraquexe

Conseguimos estacionar mesmo no centro, a umas centenas de metros da praça Djemaa el-Fna.

a praça onde tudo acontece, ou pode acontecer: Djemaa el-fna

Grande parte dos albergues e hostels situa-se nas redondezas, nas ruelas cravadas de anúncios. Tentamos vários, uns com baratas, muitas, outros com poucas condições, outros cheios. Não há problema, há centenas deles por aqui. Combinámos o preço, ficámos-nos pelos 10€, parece aceitável para duas noites.

vendedor de especiarias em Marraquexe

Voltamos a entrar na Praça, que traduzida à letra significa Assembleia dos Mortos, onde salteadores e criminosos eram mortos. Dou de caras, agora, com saltimbancos, acrobatas, músicos e encantadores de serpentes. Vejo passar os famosos vendedores de água, de haxixe e muitas coisas mais. Pedem-me para tirar fotos, e sacar alguns trocados, recuso. Ao funda da rua Bab Agnaou, comemos uma tagine de legumes. Enquanto beberico um chá de mente, habituo-me à confusão desta metrópole. Sei, agora que regresso a Marraquexe, uma coisa: Marrocos é maior que Marraquexe. Este país, esta imensidão de montanhas, de deserto, de planícies, de mundo, tem tudo, tem tudo para todos os gostos.

Vamos entregar o carro alugado. Aqui, tudo o que vamos visitar está relativamente perto. Além do mais, conduzir em Marraquexe é um verdadeiro inferno.

[divider]

Que visitar:

  • Souks

Marraquexe é uma perdição para quem gosta de comprar. Comprar de tudo. Há tanta coisa que até aborrece. O principal souk situa-se mesmo a norte da Praça Djemaa El-Fna e é gigantesco.  Normalmente, os mercados são conhecidos pelos produtos que vendem: kissarias, souk el-Btana, Rahba Kedima, etc…

Souk Smata – babuchas, no mercado dos chinelos

No souk de Marraquexe – zona dos legumes e frutas frescas

No souk de Marraquexe – zona dos legumes e frutas frescas

Souk Addadine – Artigos em metal

Souk Addadine – Artigos em metal

As especiarias espalham-se um pouco por toda a cidade

  • Mesquita Ben Youssef

A norte dos souks, na Place Ben Youssef, mesmo ao lado do museu de Marraquexe, encontra-se a mesquita Ben Youssef e a escola corânica. è uma mas maiores escolas do corão do mundo, com capacidade para 900 alunos.

Mesquita Ben Youssef – a norte dos souks

Mesquita Ben Youssef

Mesquita Ben Youssef

  • Mesquita de Koutoubia

Situada a sudoeste da praça Jamaa el Fna, ao lado da avenida Mohamed V, situa-se a impressionante Mesquita de Koutoubia. Diz-se que os arredores da mesquita eram frequentemente frequentados por vendedores de livros e pergaminhos. Daí terá surgido o nome al-Koutoubiyyin, o bibliotecário.

Mesquita de Koutoubia

O minarete da  mesquita de Koutoubia, de onde se ouve o “Allah Akbar” nos quatro cantos de Marraquexe, é construído em pedra gueliz cor-de-rosa. tem 70m de altura e as suas proporções obedecem aos cânons da arquitectura almóada, cujas as regras ditam que a altura deve ser 5 vezes mais do que a largura. Esta obra prima serviu ainda de inspiração para a Giralda de Sevilha e a torre de Hassan, em Rabat.

  • Museu de Marraquexe

A norte do principal souk de Marraquexe, ao lado da mesquita  Ben Youssef, situa-se o museu de Marraquexe. Instalado num belo exemplar de uma tradicional casa mourisca, no antigo palácio do sultão Mehdi Hassan, o museu de Marraquexe é o mais próximo de um museu que conseguimos encontrar em Marraquexe.

O museu, comparado com os standard ocidentais, é muito fraco. No entanto, o zellij, que vemos na imagem em baixo, é realmente extraordinário.

Museu de Marraquexe

Website do Museu

Visitas: todos os dias das 9h às 18:30

Preço: 30Dirhams

Museu de Marraquexe, instalado num belo exemplar de uma tradicional casa mourisca

  • “Jardin Majorelle”

Os Jardins Majorelle, uma floresta de cactos e azul turquesa, escondem-se atrás de altos muros, mesmo no centro de Marraquexe. Desenhados pelo pintor francês Majorelle, foram adoptados pelo conhecido Yves Saint Laurent, que lhes deu uma nova vida. Actualmente é um dos locais mais visitados da cidade. Vale uma visita…

Página de Internet: http://www.jardinmajorelle.com/

Horário de visitas e preços – aqui

Localização

“Jardin Majorelle”

 

  • Saadian Tombs

Os túmulos Sádidas foram negligenciados durante décadas, pois só em 1917, através de imagens aéreas foram descobertos. São, sem sombra para dúvidas, ums dos melhores exemplos da verdadeira arte islâmica. Prepare-se para pagar 10Dh, e delicie-se com belos azulejos, colunas esculpidas e tectos em cedro. Ainda que seja possível visitar os túmulos sozinho, é melhor arranjar um guia, na entrada, para não perder nada do que vai ver.

Interior dos Túmulos Sádidas.

[box type=”info” ]Guia de Viagens

Como Chegar: Actualmente, a forma mais fácil de chegar a Marraquexe, de Portugal, é de Avião. Além da TAP, com voos regulares, também a Raynair tem voos diários para esta cidade marroquina e a preços muito bons.

Mover-se: Alugar um carro em Marrocos

Localização: Google Maps

 

[/box]

Comentários

Comentários

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Alexandra 17/02/2012 at 14:35

    Belíssimas fotografias. Marrakech é um daqueles locais que nos deixa “agarrados” 🙂
    Gostei muito do blog!

    • Reply Sérgio Lopes 18/02/2012 at 13:00

      Obrigado por ter passado por aqui! Espero que possa voltar mais vezes. Marraquexe é sem dúvida um local intenso, um “cheirinho” desse maravilhoso país q é Marrocos.

      Sérgio.

  • Reply Rosa Lychnos 22/10/2015 at 14:28

    Excelente informação para quem quer visitar Marraquexe, as fotos estão extraordinárias, obrigada e continuação de boas viagens

  • Este artigo foi escrito para si. Se gostou, comente...