Linha do Tua a Pé

Finalmente decidimos percorrer a pé a Linha do Tua, pelo menos na zonas onde for possível. Este é um sonho de longa data, mas que só agora se tornou realidade, ou melhor vai tornando, uma vez que vai ser feito em “pequenas” etapas.

Talvez o facto de a Barragem do Tua estar já em avançada construção e de não ser verosímil que haja algum retrocesso (infelizmente), decidimos calçar as botas e fazermos-nos à estrada… ui, perdão, à linha!

linha do tua - principal

O vale do Tua é um regalo para os olhos. O rio quase selvagem rompe o vale a custo, pedra a pedra. Deixa a trás de si um serpenteado profundo, águas cristalinas e uma paisagem deslumbrante.

Mas a verdade é que  há duas ou três coisas sobre as quais temos vindo a refletir:

Em primeiro lugar, é inegável que a construção da barragem, e deixamos de lado a discussão sobre os impactos económicos, irá destruir um valiosíssimo património paisagístico e natural, cujo valor é incalculável.

Em segundo, uma parte substância das estações que se estendem ao longo da linha (principalmente aquelas que se situam onde o vale é mais profundo) situam-se um pouco longe das povoações mais próximas, pelo que não conseguimos imaginar como é que esta linha pode, no mundo hodierno, servir algumas destas povoações.

Depois, como já referimos, é inegável o valor natural e paisagístico do vale do Tua e o potencial turístico que o mesmo encerra. Contudo, ambientalistas, as populações locais/autarquias, todos nós, se calhar acordámos tarde demais para a defesa da linha. Só quando a vimos verdadeiramente ameaçada é que nos lembrámos que era necessário fazer algo que potenciasse o interesse turístico da mesma… se calhar foi tarde demais.

Se a linha, e sejamos claros, não parece sustentável comercialmente (mas também não podemos esquecer que andamos todos a pagar os buracos financeiros do Metro de Lisboa e do Porto), o potencial turístico e o desenvolvimento da mesma nesta vertente poderiam ser um veículo para a sustentabilidade e para atenuar as assimetrias que o interior sofre.

Linha do Tua (sandra e Sérgio)
Cá estamos nós (Sérgio e sandra) no Viaduto das Fragas Más, ao km 5,6

A linha do Tua é uma infrastrutura ferroviária, cavada a suor nas rochas escarpadas do rio Tua. Construção iniciada ainda no final do Séc.XIX, no seu auge ligou a estação de Tua a Bragança, num total de 144km. A linha está hoje condenada. Resta-nos dar a conhecer a todos está maravilha nascida do empenho e labor conjunto do homem e da natureza.

 

Bem, mas vamos a coisas práticas, sobre a linha do Tua!

Percursos na Linha do Tua

Uma vez que moramos relativamente perto, e não havia necessidade de acampar no local, optámos por dividir o percurso em duas partes. A primeira parte foi realizada no Outono e a segunda, na Primavera!

A primeira vez deixámos o carro em Fiolhais e caminhámos até Brunheda. No final regressámos a Fiolhais no táxi que percorre a linha do Tua.

Depois, como entretanto entrámos no Inverno, fomos adiando até à primavera a realização da segunda parte do percurso. Em maio, com um sol espetacular, fomos ver a linha cheia de flores. Deixámos o carro no Cachão, apanhámos o Táxi até à Brunheda e dai subimos a linha de regresso.

Podem ver aqui os relatos das nossas aventuras, as dicas e fotos do percurso.

1ª etapa: Tua – Brunheda

2ª etapa: Brunheda –  Cachão novo_animado

Dicas para preparar uma caminhada na Linha do Tua

– A primeira coisa que é necessário tomar atenção é que a circulação de locomotivas pela linha se encontra  suspensa entre Foz Tua e o Cachão, por isso, pode ir descansado pela linha, não vai  aparecer nenhum comboio no final da curva 🙂

– Pense quantos km quer fazer por dia. Caminhar na linha, nas traves e cascalho, é bem mais lento do que em estrada. Programe no máx. 20 km por dia. Se for com pesos (mochilas pesadas) equacione fazer a linha em três dias.

– Programe o seu trajeto por forma a chegar a alguma estação a tempo de apanhar o táxi que o trará de volta ao ponto de partida.

– No Verão, leve bastante água, uma vez que é difícil encontrar pontos de água potável ao longo da linha.

Transportes na Linha do Tua:

Até à Foz do Tua (ver localização), nas margens do Rio Douro, é possível viajar de comboio desde Campanhã (Porto), através da Linha do Douro. Para mais informações consultar os horários em vigor disponibilizados pela CP.

A circulação de automotoras atualmente limita-se ao percurso entre Carvalhais-Mirandela-Cachão (veja aqui os horários)

Nas zonas onde está suspensa a circulação de automotoras (entre Cachão e Foz do Tua), existe um serviço de táxis que faz o percurso, por estrada, claro 🙂 (Note que muitas vezes a estrada é bastante afastada da linha). Para mais informações, contactar o serviço de táxi através do n.º 917534718 (táxi Viriato). Normalmente, existem 2 serviços, um pela manhã e outro ao final do dia.

Na preparação desta "viagem" foi imprescindível a informação que recolhemos do Blog "A linha é Tua", que pode ser consultado em http://alinhaetua.blogspot.pt . Muito obrigado ao seu cuidadoso criador!

Enhanced by Zemanta

Comentários

Comentários

Olá, somos o Sérgio e a Sandra! Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>> Sigam-nos no Facebook

3 thoughts on “Linha do Tua a Pé

Leave a Reply

Your email address will not be published.