Espanha, Estremadura

Mérida, a cidade romana capital da Lusitânia

07/09/2013

Nem todos os caminhos levam a Roma, alguns levam-nos a Mérida, a antiga cidade romana Emerita Augusta.

Reza a História que, em 25 a.C, o imperador Octavio Augusto deu ordem a Publio Carisio para juntar na zona da estremadura espanhola, junto ao rio Guadiana, os soldados eméritos das legiões veteranas que lutavam nas guerras Cantábricas. Nasceu, para o império romano e para a eternidade, Emerita Augusta.

Plaza Puerta de la Villa

Plaza Puerta de la Villa

Emérita Augusta cresceu. Converteu-se num importante núcleo jurídico, económico, militar e cultural. Gozou de tal importância que em pouco tempo já era a capital da província romana da Lusitânia e um dos dois centros administrativos romanos mais importantes do ocidente peninsular.

Hoje, a cidade, encravada na desertificada e tórrida província da Estremadura, vive essencialmente do passado. E vive bem. Aliás, pode orgulhar-se de ter um dos mais bem preservados e mais completos conjuntos romanos do mundo (declarado Património da Humanidade pela UNESCO em dezembro de 1993).

Deixámos Cáceres e chegamos a Mérida já a tarde ia longa. Depois da siesta espanhola que deixa as cidades completamente desertas, encontramos gente na rua, muita gente mesmo. Bebericam cervejas nas esplanadas e degustam tapas até não poder mais. Os miúdos juntam-se na Plaza de España, e enquanto charlan, comem pipas e andam de skate.

É irremediável a comparação com os centros históricos das nossas cidades portuguesas, desprovidos de gentes, de animação, de vida.

  Depois de estacionarmos o carro, procuramos o posto de turismo para obter alguma informação e planear um pouco a nossa visita à cidade. São cerca das 6 da tarde e diz-nos a senhora do turismo que o Museu Nacional de Arte Romana  está aberto até às 8 e, sorte das sortes, hoje é grátis.

O Museu reúne um conjunto estupendo de mosaicos da era romana, recolhidos ao longo dos tempos nas inúmeras escavações que foram e vão sendo feitas pela cidade e arredores. O edifício do museu é fantástico. Numa tentativa, bem conseguida, diga-se, o arquiteto Rafael Moneo Vallés recriou a arquitectura tardo-românica.

Mérida

Mérida

O museu é uma excelente porta de entrada para compreender melhor a cidade de Mérida, a sua situação geográfica, importância e o modo de funcionamento das diversas cidades romanas.

Bem, mas vamos a coisas práticas. Ainda não temos local para dormir. Enquanto descemos a avenida que leva do Museu até ao centro da cidade, procuramos alguma pousada ou local para dormir. Incrível, está tudo cheio e relativamente caro. Depois de quase uma hora e muita procura, decidimos ficar no primeiro Hostal que havíamos visto.

Confidenciam-nos a época alta este ano em Espanha está a prolongar-se por setembro, e com excelentes registo de ocupação e visitantes.

Mérida

Deixamo-nos envolver por esta enforia contagiante dos espanhóis, seguimos os ritmos da cidade e terminamos, também nós, na Plaza de España, de volta de umas cañas e de umas tapas.

Amanhã é dia de fazermos uma viagem até à época romana, visitar os monumentos que marcaram esta cidade, visitar circos e teatros, mergulhar na vida eufórica e cheia dos cidadãos do império romano. Vamos? >>>>>

Comentários

Comentários

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply Manuel Moreira 08/11/2015 at 16:31

    GOSTEI DO ARTIGO, MAS GOSTARIA DE SABER MAIS…

  • Reply Os meus Trilhos 08/11/2015 at 19:45

    Olá Manuel. Obrigado pela visita. Infelizmente não dá para meter tudo sobre Mérida num artigo 🙂 Mas há mais aqui, viu? http://www.osmeustrilhos.pt/2013/09/08/revisitando-o-imperio-romano-em-merida/

  • Reply Jaime Jorge Marques 12/03/2016 at 19:39

    Gostei bastante do vosso artigo, nós (eu e a mulher a minha vida) fazemos essas vigens, mas de autocaravana, Mérida?, não a também Espanha ainda tem muita coisa para ver, eu fico sempre fascinado com esta cidade que conheço desde o ano de 1973 para onde fui fazer um "estagio" de arqueologia, daí ficar sempre com um gosto de sempre mais. Obrigado.

  • Reply José Pedrosa 09/04/2017 at 22:50

    Boa noite. Muito interessante como guia de viagem para quem já na próxima terça-feira demandará Mérida.

    Obrigado pelas fotos, pelas dicas e descrição histórica.

    Continuem …

    Bem hajam …

    • Reply os meus trilhos 15/04/2017 at 17:15

      Obrigado pela Visita. De certeza que vai adorar Merida. É um cidade com uma história fascinante. Abraço. Sérgio

    Este artigo foi escrito para si. Se gostou, comente...