Alto Douro Vinhateiro, Guarda

Cruzeiro no Douro a bordo da Senhora da Veiga

23/05/2015

O dia de sábado, acordou quente. Ainda estamos no início de maio, mas a primavera já mostrou a sua força e o calor faz adivinhar o Verão que está à porta.

Descemos da Guarda em direção a Foz Côa para nos reunirmos com os amigos que vinham de Vila Real.

No cais do Pocinho, a embarcação Senhora da Veiga preparava-se para a sua viagem matinal.

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-2.jpg

A embarcação Senhora da Veiga, estacionada no cais do Pocinho

Seriam 4 horas e perto de 30 km, num cruzeiro no Douro até Barca D’Alva, donde, ao final da tarde haveríamos de regressar ao Pocinho. Pelo meio havia uma reunião de amigos, paisagens refletidas nas águas calmas, declives acentuados, socalcos, vinhas e o Douro.

Pois, falar do Douro é falar também em Miguel Torga, que volta e meia já vem à baila.

Para Torga o “… reino maravilhoso já não existe. Existem – em seu lugar – paisagens, declives, montanhas, enseadas junto do rio mais belo que conheço, esconderijos pelas colinas, florestas que resistem ao granizo do tempo. E existe a luz, a luz fantástica do Douro, a luz misteriosa das suas águas e da poeira que vai de uma margem a outra (…).”

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-5.jpg

Mas nem só de vinhas vive o rio Douro. Ao longo dos seus 927 km, desde a nascente na Serra de Urbion, em Espanha, até à foz no Atlântico, o Douro molda a paisagem deste país.

Esta paisagem, construída com doses iguais de esforço por homem e natureza, é o apogeu do esforço colectivo, de um modo de vida.

Há muitas formas de ver e sentir o Douro, sejam elas numa tasca sobranceira ao Pinhão ou refastelados sentido o suave odor da maresia, na zona da ribeira no Porto.

Hoje, apetece-nos, subi-lo, numa barca antiga, do tempo em que o vinho generoso era transportado ao sabor das correntes, rio abaixo.

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-7.jpg

A embarcação “SENHORA DA VEIGA”, propriedade do Município de Vila Nova de Foz Coa, é uma réplica dos tradicionais barcos “rabelos”, que transportavam as pipas de Vinho do Porto do Alto Douro, até às caves em Vila Nova de Gaia.

Em Gaia, o vinho era armazenado e, posteriormente, comercializado e enviado para outros países.

Mas voltando ao Rio… há muito tempo que não víamos as águas tão calmas. A calmaria em conjunto com a paisagem verdejante foram os ingredientes perfeitos para os fantásticos reflexos que se formaram rio acima.

Há lugares quase perfeitos, não há? E o Douro tem tantos :-)

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-3.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-8.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-15.jpg

Almoçamos a bordo da Senhora da Veiga, embalados pelo balanço suave do rio e com vinho gelado aconchegar-nos o espírito… 🙂

tst

De repente, quase sem darmos por ela, aparece-nos, depois de uma curva mais apertada, a vila de Barca D’Alva. Alguns barcos, bem maiores do que o nosso, descansavam à beira do rio.

A vila, a esta hora da tarde, vivia uma letargia pouco animadora. Dois barcos gigantes atracados ao cais, mas as ruas vazias. Onde andam esses viajante que sobem o Douro?

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-21.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-22.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-19.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-18.jpg

Subida do Douro. Rio Douro. Pocinho a Barca d Alva-13.jpg

Chegámos ao final da tarde, quando o sol já se escondia por detrás dos vinhedos mais altos.

Há muito tempo que andamos por estas bandas do Douro, mas só agora se proporcionou este cruzeiro. Primeiro, foram 4 anos a viver em Vila Real, agora na Guarda. Dois dos distritos que acompanham o serpentear do Douro, que foram moldados pelo seu curso e cuja personalidade tem muito tem muito a ver com as agruras da vidas nas suas encostas.

Como Organizar um Cruzeiro no Douro

A embarcação Senhora da Veiga dispõe de um leque variado de viagens que podemos fazer no Douro. De acordo com a informação que temos também é possível organizar viagens personalizadas, basta entrar em contacto com o município através do email emb.sveiga@fozcoactiva.pt. Mais informações sobre o cruzeiro no douro na página do Município de V.N. Foz Côa.

Cruzeiros Longa Duração para um Grupo Mínimo de 25 Pessoas

  • POCINHO – BARCA D`ALVA – POCINHO | Duração: 4 horas.
    Preço por pessoa: 50,00€ c/ refeição – 30,00€ s/ refeição
  • POCINHO – ESTAÇÃO DE FREIXO – POCINHO | Duração: 3 horas.
    Preço por pessoa: 50,00€ c/ refeição – 30,00€ s/ refeição
  • POCINHO – VALEIRA – POCINHO | Duração: 5 horas.
    Preço por pessoa: 65,00€ c/refeição – 40,00€ s/refeição
  • POCINHO – PINHÃO | Duração: 7 horas.
    Preço por pessoa: 80,00€ c/ refeição – 50,00€ s/ refeição

Cruzeiros Curta Duração para grupo Mínimo de 10 Pessoas

  • POCINHO – FOZ DO RIO CÔA – POCINHO: 15€
  • POCINHO – ESTAÇÃO DE ALMENDRA – POCINHO: 20€
  • POCINHO – FOZ DO SABOR – POCINHO: 22,50€

Crianças 3 aos 10 anos: 50% desconto (devidamente acompanhadas).

Comentários

Comentários

No Comments

Leave a Reply