Estrela, Guarda, PN Serra da Estrela, Portugal, Viseu

Serra da Estrela: lugares para te apaixonares

14/07/2016

 Na Serra da Estrela há lugares para visitar e te apaixonares. Não é só neve e abertura de noticiários quando as estradas encerram. A Serra guarda nas suas entranhas tesouros magníficos. Mas para lhes sentir o sabor o viajante tem de mergulhar nas suas fragas, nos sapais encharcados, nas lagoas escondidas.

Há centenas de lugares apaixonantes na Serra da Estrela, este é apenas um rascunho, uma lista incompleta, um trabalho em constante desenvolvimento. Estes lugares, por uma razão ou por outra, ficaram-nos na retina e tocaram-nos o coração. Ficamos também à espera das vossas sugestões…

1 – Poço do Inferno

O Poço do Inferno é uma das mais belas cascatas que podemos encontrar no Parque Natural da Serra da Estrela. Subindo paralelo à Ribeira de Leandres e seguindo por caminhos estreitos, onde não passa mais do que um carro, chegamos facilmente a este ex-libris da Serra da Estrela.

O som da água que cai a mais de 10 metros e se precipita com vigor e estrondo na pequena lagoa é uma espécie de música terapêutica, que neste recanto a serra decidiu proteger.Clique para saber mais sobre o Poço do Inferno!

Poço do Inferno_Serra da Estrela_Osmeustrilhos

2 – Torre

Se a Serra da Estrela é para ti sinónimo de Neve, então é aqui que tu pertences. A Torre  é o ponto de maior altitude da Serra da Estrela e também de Portugal Continental, e o segundo mais elevado de Portugal (apenas a Montanha do Pico, nos Açores, tem maior altitude, com 2351 metros). Diz-se, embora tal não seja confirmado, que o rei D. João VI teria no início do século XIX mandado erigir aqui um monumento em pedra, de modo a completar a altitude até chegar aos 2000 metros. A altitude da Torre é de 1993. As temperaturas mais baixas de Portugal são registadas no cume da Serra da Estrela,onde os termómetros já atingiram quase os  -20 °C no inverno.

estrelasserraFoto: Bruno Ricardo

3 – Covão d’Ametade

O muito conhecido Covão d’Ametade é dos lugares mais utilizados pelos viajantes para degustarem as suas merendas e não é para menos… Este lugar é maravilhoso, é descansar tranquilo numa floresta de vidoeiros  trocos esbranquiçados em perfeita comunhão com a paisagem agreste que daqui se vislumbra. O Covão D’Ametade nasceu de uma antiga lagoa de origem glaciar e situa-se a 1.420 metros de altitude,  no sopé do maciço do Cântaro Magro, onde nasce o Rio Zêzere. O Rio Zêzere atravessa todo o Covão e corre vale abaixo, pelo Vale Glaciar.

Se quiser acampar este é o lugar ideal. Aqui é permitido o campismo. Não se esqueça de respeitar a sensibilidade do local que é todo ele revestido por relvados naturais (cervunais).

Covao d Ametade_Serra da Estrela_Osmeustrilhos_2

4 – Rota das Faias

Queres caminhar entre gnomos, florestas encantadas, cogumelos selvagens e ouvir o crepitar das folhas debaixo dos pés? Tens de fazer a “Rota das Faias”. Ainda que seja mais aconselhável fazer o percurso pedestre no outono para podermos apreciar as cores quentes da folhagem das faias, este é um bosque para descobrir todo o ano. O percurso começa na zona de Manteigas, mas concretamente junto à Cruz das Jugadas.

Rota das Faias - Serra da Estrela - OsMeusTrilhos

5 – Vale do Rossim

Em pleno coração da Serra da Estrela, nas Penhas Douradas, e junto ao maior vale glaciar da Europa, estende-se este manto de água que no Verão atrai tudo o que são veraneantes das redondezas.

Praia do Vale do Rossim é uma das mais famosas praias do Parque Natural da Serra da Estrela. Mas o Vale do Rossim não é só praia, inserido na reserva biogenética do Planalto Superior, o Vale do Rossim é um local único de grande valor científico e sensibilidade ambiental e paisagística, que importa proteger e valorizar.

Praia Vale do Rossim_Serra da Estrela_Osmeustrilhos

Mais sobre a Praia do Vale do Rossim!

6 – Lagoa Comprida

A Lagoa Comprida é a mais conhecida e a maior das lagoas do maciço superior da Serra da Estrela. Construída a partir de uma lagoa natural, constitui o principal reservatório de água da serra da Estrela. Na vertente norte da lagoa observa-se um dos mais interessantes campos de blocos erráticos da serra da Estrela. Estes blocos de granito foram transportados pelos glaciares e abandonados aquando da fusão e recuo do gelo.

Daqui partem alguns interessantes percursos pedestres. Uma das caminhadas mais famosas que aqui se inicia, e de que já falámos aqui no blog, é a caminhada até ao Covão dos Conchos, a famosa lagoa com um buraco no meio.

Nesta lagoa desaguam dois túneis: o do Covão do Meio, com 2354 metros que desvia a água das encostas da Torre e o do Covão dos Conchos com 1519 metros que desvia as águas da Ribeira das Naves.

Lagoa comprida - Serra da Estrela-1

7 – Sabugueiro

Reza a história que a aldeia de Sabugueiro surgiu a partir de um aglomerado de cabanas de pastores que aproveitavam os pastos para as suas ovelhas e cabras. Em pleno Parque Natural da Serra da Estrela e a 1.053 metros de altitude, Sabugueiro é conhecida como a “Aldeia mais alta de Portugal”. Contudo, a mais alta é aldeia de Penhas da Saúde, na vertente sul da Serra da Estrela, atingindo os 1500m. Pertence à rede de Aldeias de Montanha do Concelho de Seia.

Sabugueiro-1

8 – Vale Glaciar

O Vale Glaciar por onde corre o Rio Zêzere é o maior vale glaciar da Europa e estende-se por 13 quilómetros de comprimento, desde o Maciço Central da serra até à Vila de Manteigas. O Vale Glaciar serve de berço ao Rio Zêzere e dá vida às dezenas de rebanhos de cabras e ovelhas que estendem pelas suas encostas.

A melhor forma de apreciar este magnífico vale é percorrendo de carro a estrada Nacional N338 que liga Manteigas à Torre, ou a pé, através do trilho de 17km, a Rota do Glaciar. Ao longo do percurso não é difícil ficar cativado pelas encostas íngremes e pelas bolas graníticas que miraculosamente se suspendem nos píncaros da Serra.

vale glaciar - vista do covão d ametade-1

9 – Guarda

Conhecida pela cidade dos 5 f’s, a Guarda além de ser a cidade mais alta de Portugal, é também uma das mais antigas. A cidade da Guarda fica situada mesmo na orla do Parque Natural da Serra da Estrela e, a par  da Covilhã, pode ser um dos lugares para assentar arraiais e programar a sua viagem por esta região maravilhosa. Não perca a Sé Catedral a Torre de Menagem, a Judiaria e o Centro Histórico. Mas não parta sem provar o doce típico, o D. Sancho (um doce de massa folhada de centeio, recheada com um doce com um toque de queijo da serra)

cidade da Guarda-1

10 – Loriga

Esta aldeia típica de montanha é conhecida como a “Suíça Portuguesa” devido à sua extraordinária localização geográfica. Está situada a cerca de 770 m de altitude e rodeada por montanhas, das quais se destacam a Penha dos Abutres (1828 m de altitude) e a Penha do Gato (1771 m).

Loriga é famosíssima pela sua linda praia fluvial, de águas cristalinas, mas geladas.

PanoramaLorigaFoto:https://pt.wikipedia.org/wiki/Loriga

11 – Covão dos Conchos

O Covão dos Conchos tornou-se famoso quando no início deste ano uma série de filmes gravados com um drone mostrava as águas da lagoa a precipitarem-se num gigantesco funil e a desaparecerem misteriosamente…

Ora o funil não é mais do que um túnel construído na década de ’50 e que leva as águas recolhidas da Ribeira das Naves e as encaminha para a Lagoa Comprida, bem mais abaixo.O túnel tem 48 m de coroamento e 1519 metros de comprimento.

Para aqui chegar basta fazer uma caminhada de 8 km (quatro para cada lado), desde a Lagoa Comprida. Ver o trilho aqui.

Covão dos Conchos-1-2

12 – Nave da Mestra

A Nave da Mestra é daqueles lugares bem escondidos nas entranhas da Serra da Estrela, mas que leva o troféu dos lugares mais bonitos e mágicos do planalto.

Há vários caminhos, trilhos e formas de chegar à Nave da Mestra. Podemos chegar à Nave da Mestra por exemplo através da “Rota do Carvão” – PR4 ou da “Rota do Maciço Central” – PR5 MTG.

Mais sobre a Nave da Mestra!Nave da Mestra - Serra da Estrela-1

13 – Os Cântaros (Cântaro Magro e Cântaro Gordo)

Bem perto da Torre, ali ao lado, está o Cântaro Magro. O Cântaro Magro é simultaneamente um dos cumes mais famosos e mais misteriosos. Com um desnível vertical de quase 500m, este afloramento rochoso ergue-se desde o Covão D’Ametade até aos 1928 de altitude.

Menos famoso que o seu irmão, o Cântaro Gordo é um dos cumes incontornáveis da serra. Este afloramento granítico nasce também no Covão d’Ametade e atinge os 1875m. Ambos os cumes oferecem vistas extraordinárias sobre as serranias à volta. É possível fazer a sua ascensão.

Cântao magro e cântaro gordo

14 – Cabeça Do Velho

A natureza tem cada mistério… desses insondáveis pelo espírito humano. Mas nós não ficamos atrás, pelo menos em imaginação. Na estrada N232, que liga Gouveia às Penhas Douradas, encontramos uma das mais enigmáticas criações da Mãe Natureza: a Cabeça do Velho.

cabeça do velho_Serra da Estrela_Osmeustrilhos

15 – Covão da Ponte

O Covão da Ponte é um lugar do concelho de Manteigas (a cerca de 10km), situado a 960m de altitude por onde corre o Rio Mondego na fase inicial do seu percurso. Este lugar está transformado um lindíssimo espaço de lazer. Existe um parque de campismo, uma casa abrigo, zona com grelhadores, etc.

Mas a magia deste lugar está na perfeita simbiose entre o Rio e a vegetação que o envolve.

Covão da Ponte-1

16 – As estradas e a vida de montanha

Mas o verdadeiro encanto da serra está nos lugares que não vêm nos mapas, que não figuram em nenhuma lista. O encanto da serra está em partir ao acaso, pelas estradas de montanha. Há muitas que não têm fim, outras, acabam na primeira curva. Mas há que ir, há que encontrar os pastores de pele rugosa, as ovelhas a chocalhar por entre a urze.

Não te esqueças, há que percorrer as estradas da nossa Serra e apaixonar-se profundamente!

por essas estradas - os meus trilhos

 

Mapa com todos os lugares aqui indicados

Alojamento na Serra da Estrela

A Serra da Estrela tem lugar optamos para passar um fim de semana ou um período mais prolongado. Se vais viajar para a Serra da Estrela e precisa de Alojamento, ajude o blog e reserva alojamento no Booking seguindo este link. Ao fazer isso, não está a apagar mais e ajudará este blog a manter-se vivo 🙂

 

Gostaste das nossas sugestões? Achas que os teus amigos também vão gostar? Dá uma ajuda ao nosso blog e partilha este artigo nas redes sociais… é só fazer um clique nos links em baixo. Nós agradecemos :-)

Comentários

Comentários

7 Comments

  • Reply Francisco Antóno 17/07/2016 at 20:53

    A Serra da Estrela é magnífica e tem lugares espetaculares. A lista podia ser muito maior. Que tal acrescentar o Castelo de Linhares à lista dos lugares a visitar na Serra da Estrela? Obrigado

    • Reply os meus trilhos 19/01/2017 at 23:18

      Francisco, concordamos perfeitamente, há muitos mais lugares para juntar à lista. E, claro, o lindo Castelo de Linhares merece um lugar de destaque. Está pensado para outro tópico… para breve 🙂 Abraço e o brigado pela visita.

  • Reply Simão Bolívar 17/07/2016 at 20:58

    Excelentes lugares para visitar na Serra da Estrela!

  • Reply Betyfonseca Bety Art 18/07/2016 at 23:43

    Eu sou serrana! Natural da Covilhã desde criança passava os meses se férias sempre na Serra! Vivendo em Aveiro agora, ainda a semana passada estive de férias ,8 dias para matar saudades! Adorei o vosso trabalho!

  • Reply Tozé Baptista 20/07/2016 at 20:01

    …um hotel familiar espera por si…!
    http://hmiraserra.com.pt

  • Reply Jorge Manuel A. Castanheira 20/07/2016 at 21:42

    do melhor do mundo…

  • Reply Praia fluvial de Vale do Rossim (Serra da Estrela) – Os Meus Trilhos 18/07/2017 at 19:47

    […] pleno coração da Serra da Estrela, mais concretamente nas Penhas Douradas (ver mapa), e junto ao maior vale glaciar da Europa, […]

  • Leave a Reply