Castilla y León, Castilla y Leon, Espanha, História, Património da Humanidade

Um dia em Segóvia. Uma espécie de guia de viagem

15/08/2016

É possível visitar a linda cidade de Segóvia num só dia? Possível é, mas no fim do dia vai desejar ter ficado mais tempo. Nós estivemos por lá dois dias e não nos arrependemos. Ainda assim, porque há viajantes com o “tempo” contado, deixamos as nossas sugestões para um dia bem passado em Segóvia.

Segovia_osmeustrilho - Aqueduto de Seovia-1

Breve introdução a Segóvia

Segóvia é uma cidade espanhola situada na parte mais meridional da comunidade de Castilla y León. Situa-se na confluência de dois rios, o Eresma e o Clamores mesmo nos pés da serra de Guadarrama, serra que faz parte da silhueta da cidade. A cidade de Segóvia foi declarada Património da Humanidade em 1985.

Veja outros lugares que são Património da Humanidade

Segóvia, é claro, é conhecida pelo seu magnífico aqueduto, uma gigantesca obra dos engenheiros romanos que sobreviveu até aos nossos dias. Mas Segóvia foi também refugio para muitos reis e personalidades espanholas. Sabiam que foi em Segóvia que a raínha Católica, Isabel, foi coroada rainha?  Quem não viu a magnífica série da TVE sobre este período da história espanhola, tem aqui uma oportunidade (temos tudo aqui, neste post). Mas há tanto, tanto para descobrir nesta cidade…. venham connosco!

Chegada à cidade

Desde Portugal, há várias formas de chegar à cidade de Segóvia:

De carro: esta é sem dúvida a maneira mais prática de ir de Portugal até Segóvia. Além de nos permitir viajar livremente, não ficamos limitados aos horários dos autocarros e dos comboios.

Segóvia fica na rota de Ávila, cidade que também aproveitámos para visitar e que dista a uns 70km. De Madrid a Segóvia, pela nacional são pouco mais de 100km, contudo, como atravessamos a serra, demoramos mais de hora e meia até à capital.

No que respeita ao estacionamento, fiquem a saber que não há grande problemas em estacionar na cidade. No entanto, há que ter em conta que o centro da cidade tem estacionamento condicionado (Zona Azul e Zona Verde – reconhecem-se pelas linhas pintadas no chão), que só permite estacionar durante determinados períodos e por X tempo. Portanto, se não queres andar constantemente a mudar o ticket do parquímetro, deixa o carro mais na periferia ou num parque público.

Segovia-OsMeusTrilhos-1

De comboio: Não há comboio direto entre Portugal e Segóvia. A solução seria apanhar o Lusitânia Comboio Hotel até Madrid e depois apanhar um comboio rápido entre Madrid e Segóvia.  Outra Solução seria apanhar Lusitânia Comboio Hotel até Salamanca e depois autocarro até Segovia, consulte aqui os horários.

De autocarro: Não há qualquer autocarro direto entre Portugal e Segóvia. A solução mais viável é a que já mencionámos. Ou ir de autocarro até Salamanca ou Madrid e depois apanhar autocarro até Segóvia.

Agora que já estamos na cidade do aqueduto e já tivemos uma breve introdução, vamos lá conhecer as maravilhas desta cidade que tanto têm encantado ao longo dos séculos.

Como só temos um dia vamos começar no ex-libris da cidade, cruzamos o seus casco viejo, passamos pela catedral e teminamos, quiça, no segundo lugar mais importante, o Alcazar.

Preparados?

Percurso por Segóvia

O Aqueduto

É impossível não ficar impressionado e rendido à magnificência desta obra… São mais de 2.000 anos de história, 167 arcos, 18 km de comprimento desde a Serra de Guadarrama até ao Alcazar de Segóvia. E, ademais, em excelente estado de conservação.

Mas o mais incrível é que, e ouçam lá, os engenheiros conseguiram, sem ajuda de argamassa, construir um aqueduto que ao longo dos 8 km tem uma inclinação e 1%, permitindo que a água circule apenas pela gravidade.

Segovia_osmeustrilho - Aqueduto de Segovia-1

Então, começamos o nosso roteiro mesmo ao lado do Aqueduto. Estamos na Plaza del Azoguejo, se ainda não tomou o pequeno almoço ou quer comer algo barato, pode aproveitar para se deliciar com os milhares de “montaditos” nos 100 Montaditos. Aqui ao lado está a Oficina de Turismo, onde podemos aproveitar para recolher um mapa e mais alguma informação sobre a cidade.

Depois, tomamos a Calle Cervante para nos emaranharmos nas ruelas e no pulsar desta cidade milenária.

Miradouro entre a Calle Cervante e a Calle Juan Bravo

Segovia_osmeustrilho- miradouro calle juan bravo-1-2

Calle Juan Bravo

Depois de apreciarmos o casario que se estende cidade fora, com a Serra sempre presente ao fundo, entramos na Calle Juan Bravo. Já vos explicaremos quem foi este personagem, um pouco mais à frente.

Segovia_osmeustrilho- Calle Juan Bravo-1

Casa de los Picos

Mal entramos na Calle Juan Bravo e à direita aparece-nos um edifício que salta à vista. a fachada esta ornamentada com centenas de bicos de granito, 617 bicos, mais precisamente. É isso mesmo, estamos na Casa de Los Picos. No interior tem um bonito pátio renascentista.

Segovia_osmeustrilho- Casa de los Picos -2

Plaza Juan Bravo

Seguindo a Calle Juan Bravo chegamos a uma das mais bonitas praças de Segóvia, a Praça Juan Bravo, ladeada por belas casas “renascentistas” e a um canto pela Igreja de San Martín, em estilo românico. Esta praça é inconfundível, com a estátua do Juan Bravo no meio.

Juan Bravo foi um nobre castelhano, conhecido pela participação nas Guerras das Comunidades de Castilha, quando diversas comunidades se sublevam contra Carlos I, o imperador do Sacro Império Romano-Germânico. A revolta foi esmagada pelas tropas imperiais e Juan Bravo decapitado em 1521.

 

Segovia-OsMeusTrilhos-Plaza Juan Bravo-1

Vamos continuando pelas ruelas? Sim, vá parando, mas detenha-se na…

Plaza Mayor

E eis-nos chegados ao coração desta cidade que pulsa ao tom da história. Aqui, na Plaza Maior, não faltam motivos para nos determos por uma bom par de minutos.

Segovia_osmeustrilho- Plaza Mayor-1-2

Em primeiro vamos beber algo nas esplanadas que se espalham pelas arcadas. Depois, passamos pelo Teatro Juan Bravo e, por fim, paramos num dos lugares que tem um lugar marcado na história de Espanha: A igreja de São Miguel. Nesta pequena igreja escondida na Rua Infanta Isabel, Isabel foi proclamada rainha de Castilha e Leão.

Viramos as costas à praça e estamos de frente para um obra de encher o olho a qualquer visitante, a Catedral.

La Catedral de Segovia

A Santa Igreja Catedral de Nossa Senhora da Assunção e São Frutos de Segovia, de forma simples Catedral de Segóvia, é conhecida como a Dama das Catedrais, não só pelas suas dimensões, mas também pela sua beleza.

É um extraordinário exemplo do gótico tardio com umas pinceladas renascentistas. Um lugar imperdível. A entrada custa 3 euros, no entanto, nos domingos, das 9:30 às 13:15 a entrada é gratuita.

Segovia_osmeustrilho - Catedral de Segovia-1

Acabada a visita à Catedral, o nosso recorrido pela cidade começa a entrara na reta final. Mas a cereja no topo do bolo vai ter de esperar um pouco.

A judiaria velha

Antes de nos metermos ao caminho, vamos até à judiaria velha, mesmo por detrás da catedral.

Segovia_osmeustrilho - judiaria

Nesta trama de ruelas estreitas moraram, entre os séculos XIII e XV, a comunidade judaica. Vaguei livremente pelas ruelas e deixe-se transportar para uma outra época. A judiaria foi o lugar onde, outrora, os Reis Católicos decretaram que toda a comunidade deveria viver. Entre judeus famosos temos Abraham Senior. Não perca, entre outros atrativos, a antiga sinagoga maior (hoje, a Igreja do Corpo de Cristo)

As marcas do Aqueduto

Continuamos a cruzar a cidade a meio, no nosso caminho em direção ao Alcazar, descendo a Rua Marqués del del Arco y Daoiz. Vais com atenção ao chão? Pois não, já vimos… Mas repara que ao longo do nosso percurso vais encontrar umas marcas como as que mostramos na foto. Não sabes o que são? Estas pequenas placas marcam o lugar por onde passou o aqueduto de Segóvia ou ainda passa subterraneamente. Há 24 marcas espalhadas pela cidade, vê aqui onde elas se escondem. 

Segovia_osmeustrilho - marcas do aqueduto subterraneo-1

El Alcazar de Segóvia

Eis-nos por fim no Alcazar de Segóvia, a jóia que completa este trio maravilhoso de monumentos de Segóvia, em conjunto com o Aqueduto e a Catedral.

Segovia_osmeustrilho - alcazar de segovia-1

Ao entrar nas suas portas, vai sentir-se a viajar para o tempo dos réis católicos, tempos de conspirações e conquistas, de nobres e plebe. Guarde pelo menos hora e meia ou duas horas para visitar o Alcazar de Segóvia, pois merece uma visita atenta, cuidada e tranquila.

Segovia_osmeustrilho - vista da cidade de segovia-1Vista sobre a cidade de Segóvia, com o Alcazar em primeiro plano.

O Alcazar tem a forma de um navio e faz lembrar os castelos dos contos da Disney. Da torre do Alcazar, a Torre João II, tem-se umas vistas extraordinárias sobre a cidade de Segóvia, a serra de Guadarrama e as planícies de Castilla Y Léon. É preciso subir 156 degraus mas cada respiração mais ofegante será recompensada com as vistas de que podemos desfrutar de lá de cima.

Segovia-OsMeusTrilhos- torre juan ii-1

A entrada tem um preço de  8€ e inclui a visita guiada (por mais um euro) ao Palácio, ao Museu Real do Colégio de Artilharia e subida à torre de João II. Existem opções para quem não quer subir à torre, todo os preços estão aqui.

Iglesia de la Veracruz

A igreja da Veracruz, no seu característico estilo românico, pode ser vista de quase todas as janelas que se estendem do Alcazar. Para lá chegarmos, há um caminho recentemente reabilitado e conhecido como “Cuesta de la Zorra” que te deixa na parte baixa, ao pé do rio, e no bairro de San Marcos.

 

Segovia_osmeustrilho - Iglesia de la Veracruz-1

Casa da Moeda

Depois de visitar a Igreja, pode voltar atrás um pouco e seguir lentamente ao longo do rio Eresma, através do famosísimo “Paseo de la Alameda del Parral”. Ao longo do “Paseo”, que nos leva sequisermos de volta ao lugar onde começámos este recorrido, existem várias opções de visita. Nós optámos pela Casa da Moeda e ainda bem que o fizemos.

A Real Casa de Moneda de Segovia, construida no Séc. XVI, é famosa por ter sido a primeira casa da moeda mecanizada em Espanha. No edifício há ainda um pequeno centro de interpretação do Aqueduto de Segóvia.

Segovia_osmeustrilho - Casa da Moeda.jpg

Onde dormir

Em Segovia ficamos no Hostal Segóvia, um lugar simpático e acolhedor, mesmo ao lado do aqueduto.

Se vai viajar até Segóvia e precisa de Alojamento, ajude o blog e reserva alojamento no Booking seguindo este link. Ao fazer isso, não está a apagar mais e ajudará este blog a manter-se vivo 🙂

Mapa de Segóvia

Se queres um excelente mapa para te guiar pelas ruelas de Segóvia é só descarregar este mapa da cidade. Podes também descarregar um mapa de toda a zona circundante da cidade e Segóvia.

Se gostaste de pequeno guia sobre a cidade de Segóvia e achas que te vai ajudar na próxima viagem, dá uma ajuda ao nosso blog e partilha este artigo nas redes sociais… é só fazer um clique nos links em baixo. Nós agradecemos 🙂

Comentários

Comentários

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Filipe Morato Gomes 17/08/2016 at 21:12

    Belo roteiro, gostei muito. Estive recentemente na região da Extremadura e fiquei com vontade de explorar mais a nossa vizinha Espanha. Obrigado pela sugestão de Segóvia, vou explorar 🙂
    Abraço.

  • Reply La Principessa 07/09/2016 at 10:33

    Que cidade linda, excelente roteiro!

    Um beijinho,
    Sofia

    http://laprincipessa.pt/

  • Reply Hoteis no Porto 01/03/2017 at 14:49

    Que lindos locais para visitar. Excelente fotos.

  • Este artigo foi escrito para si. Se gostou, comente...