Browsing Category

Marrocos

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África, Viagens

Guia de Viagem a Marrocos. Visitar Marrocos

23/01/2012

Uma viagem a Marrocos, deve estar na lista de todos os viajantes. Neste espaço reunimos toda a informação publicada acerca deste belíssimo país, desde algumas dicas de viagem, até às nossas aventuras e (des)aventuras por terras africanas em 2011. Contamos o no périplo quando atravessámos o país, por estradas lamacentas, umas vezes,  feitas de pó, outras tantas. Humedecemos a cara nas aguas agitadas do atlântico sentindo a presença ancestral dos europeus nas cidades da costa. Deixámos…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Essaouira, a antiga cidade de Mogador em Marrocos

28/09/2011

Mal ponho os pés em Mogador, sinto uma lufada de ar oceânico a lamber-me a cara. O vento forte tornou esta praia num dos lugares preferidos para os amantes das ondas e do kyte surf. Há quem chame Essaouira a Meca dos Hippies. Esta é terra de pintores, de liberdade… Para mim, em primeiro lugar, é mais um dos sinais da presença Portuguesa no Norte de África. Não quero com isto dizer que vivo um qualquer sentimento…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Marraquexe, a capital do Reino

27/09/2011

O trânsito está um caos. Eram cerca das 6 da tarde quando chegámos a Marraquexe. Hora de ponta. A viagem desde as cascades d’ouzoud demorou cerca de 2h e meia. Estamos cansados. Primeiro, temos de procurar um local para passar a noite. Tomar um banho e Jantar. Conseguimos estacionar mesmo no centro, a umas centenas de metros da praça Djemaa el-Fna. Grande parte dos albergues e hostels situa-se nas redondezas, nas ruelas cravadas de anúncios. Tentamos vários,…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Mazagão (El-Jadida), Marrocos

25/09/2011

Dou por mim a sussurrar a “Queda do Império”, do Vitorino. Entoo a música só pra mim e sorrio quando chega a parte do “pau de canela e Mazagão”. Vir aqui e não guardar alguns segundos para pensar na ascensão e queda da epopeia quinhentista, é quase como ir a Roma e não ver o papa. Estou em Mazagão, em El-Jadida, “a nova”. Entro com um misto de espanto e de ansiedade na “Cité Portugaise”. Ao…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Mesquita Hassan II, em Casablanca, Marrocos

24/09/2011

Há monumentos que impressionam. Uns pela sua grandiosidade, outros pela sua arquitectura arrojada e, outros ainda, pelo local e época em que as suas pedras foram lançadas. A mesquita Hassan II, em Casablanca, é um exemplo raro, pois impressiona por todos eles. Foi construída sobre as águas agitadas do atlântico, é expoente máximo da arquitectura muçulmana e tem capacidade para 25 mil fieis. A rápida paragem que efectuamos em Casablanca nada tem a ver com o…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Rabat, a capital do Reino de Marrocos

24/09/2011

Bem-Vindos a Rabat. Da praça Mechouar, ainda em estado de letargia matinal, observo a fachada da mesquita de Ahl Fés. É incrível como o religioso, não importa qual a religião, é um factor determinante no desenvolvimento da arquitectura e da arte. A mesquita Ahl Fés é a mesquita particular do Rei de Marrocos e, à sua frente, neste preciso momento, passam os guardas do palácio, uma espécie de “Saddam’s”. Quando ontem chegámos a Rabat, já a…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África, Monumentos

Volubilis, os romanos em África – Marrocos

24/09/2011

1 de Novembro de 1755, dia de todos os santos. Em Portugal, as pessoas levantavam-se cedo para irem à Missa. Às 9:45h, um forte abalo, localizado a sudoeste de Lisboa, fez ruir parte da cidade e escreveu uma triste página na história de Portugal. A força do sismo foi tal que os seus efeitos se fizeram sentir no Norte de Africa. Volubilis é uma das mais antigas cidades romanas no Norte de África, numa zona que muitos…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Cidade imperial de Fez, em Marrocos

24/09/2011

Paramos em frente da “Porta Verde” e olhamos à nossa volta. Aqui começa a maior cidade medieval viva do mundo – Fez El-Bali (a cidade imperial de Fez). Este labirinto encantado, recheado pelo tempo e prenho de história começa aqui, mesmo aqui, mas termina onde os olhos já não podem alcançar. Cidade imperial de Fez Fez foi o centro. O centro da política, dos negócios, do turismo, da vida… Hoje, perdeu a política para Rabat, os…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Dunas de Erg Chebbi, em Merzouga – Marrocos

23/09/2011

Estamos em Erg Chebbi! Hoje, o meu quarto é simples: gigantes paredes de areia cor-de-rosa, uma abóbada celeste estrelada e rasgada a meio pela mítica estrada de Santiago. Durmo sobre a areia quente das dunas de Erg Chebbi. Estamos no meio de Erg Chebbi, dunas gigantes, no deserto, formadas pelo contínuo soprar do vento. Que tons maravilhosos, estes que nos dão as boas vindas ao Sahara, poderia ser melhor a recepção deste mostro gigante que se…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Deserto do Saara, em Marrocos

22/09/2011

Os marroquinos parecem ter família em todo o lado, principalmente quando chega a hora de fazer negócio. Faz parte do seu código genético negociar e raramente não conhecem alguém que responde, quase na perfeição, às nossas necessidades, seja família, amigo ou apenas desconhecido. É incrível. Bem, mas estava a dizer que os marroquinos têm família em todo o lado, do deserto à montanha. Neste país gigante, anda sempre gente de um lado para o outro, percorrer milhares…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Entre mulas, cabras e nómadas. Todra Gorge, Marrocos

21/09/2011

A noite foi complicada! Estamos no meio do quase nada, no Alto Atlas. A electricidade que aqui chega, chega à força de geradores. Não sei se das quantidades absurdas de chá que tenho ingerido, se do ensombro da viagem, a verdade é que o sono não queria aparecer. Combinamos com o guia sair às 7 da manhã. Vai-nos levar num trecking de umas horas pelas montanhas que rodeiam Todra Gorge, visitar algumas famílias nómadas e regressar…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

A caminho de Todra Gorge, em Marrocos

20/09/2011

A meio caminho entre Boumalne e Todra Gorge, fizemos uma pequena paragem em Tinerhir. Para não variar é dia de Souk e, ainda, para não variar, uns quantos estrangeiros com roupas estranhas chamam à atenção. São vários os que nos abordam. Hoje é um dia especial, é dia do mercado das mulheres, explica o Mohammed (É verdade, mais um Mohammed). Mohammed é marroquino mas, segundo conta, vive na Holanda. Trocamos algumas ideias sobre a Bélgica, também…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Oásis de Skoura @ Marrocos

20/09/2011

Café noire, sumo de laranja, pão marroquino, doces, queijo e… azeitonas. Do recanto de uma explanada na praça central, víamos a azáfama crescer, à medida que o sol subia até ao zénite. Foi assim pequeno-almoço em Ouarzazate. Agora, no entanto, já seguimos a famosa rota das caravanas que levam até ao Médio Atlas. Chamam-lhe o vale das mil kasbahs. O vale do Dadés, que atravessamos, faz-nos sentir em Marrocos. Agora, sim… São dezenas as construção de…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

A ver passar o tempo sentado num café em Ouarzazate, Marrocos

20/09/2011

Sentado, num café em Ouarzazate, tomo o pequeno almoço lentamente. Bebericando um café noir vejo o mundo passar-me à frente. Recordo Álvaro de Campos: Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir. /Sentir tudo de todas as maneiras./Sentir tudo excessivamente. O mundo é simples, de gente simples, com olhares simples e, acrescento, é simples senti-lo.

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Ait-Benhaddou, em Marrocos

19/09/2011

O serpenteado da montanha começa a dar tréguas e o sol que queima de Marraquexe já ficou abandonado há muito. Ouarzazate está a 30kms, mas Ait-Benhaddou também. Fazemos um pequeno desvio para visitar umas das mais famosas kasbah e que serviu de cenário a dezenas de filmes, como A Múmia, Gladiador, A última tentação de Cristo, Lawrence das Arábias, entre outros… A estrada é terrível. A sobressair nesta paisagem, que mais parece ser da própria lua,…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Atravessando o High Atlas, de Marraquexe a Ouarzazate, em Marrocos

18/09/2011

O plano era simples: sair de Marraquexe, atravessar o Alto Atlas (High Atlas), com os seus 4 mil metros, e dormir em Ouarzazate. Ouarzazate é a maior cidade do leste marroquino e é também chamada de “Porta do Deserto”, ainda que o deserto esteja a umas boas centenas de Kms. Alto Atlas (High Atlas) – de cortar o fôlego! Se, ao mesmo tempo que abandonávamos Marraquexe, diminuía o trânsito caótico, aumentavam as curvas… e a terra…

Continuar a Ler...

África, Marrocos, Marrocos, as cores quentes de África

Cheira a souks, a tagine e cuscuz, Marrocos

17/09/2011

A noite anterior, depois de uma gincana de táxi até ao centro da Medina de Marraquexe, foi brindada com o primeiro chá marroquino – whisky marroquino. E iria ser o primeiro de muitos… A cidade é, à hora do lusco-fusco, um completo caos. Os souks rebentam de gente e começamos a ouvir os primeiros “amigo, amigo… Quires haxixe?” Mas agora, que percorro a cidade ao romper do dia, esta é apenas uma sombra do que foi ontem.…

Continuar a Ler...