Início Viagens Asia Numa “china” de contrastes

Numa “china” de contrastes

|

|

|

“quem quiser passar além do Bojador, tem que passar além da dor”

img_9629

Podia começar este post com o habitual “o meu trilho hoje leva-me…”, mas em vez disso o meu trilho hoje trouxe-me de volta a uma realidade crua, dura e transparente. Uma realidade que muitos insistem em esconder atrás dos gigantescos números do crescimento económico chinês, atrás de números inócuos, neutros, incapazes de exprimir o sentimento, a tristeza e a pobreza destas pessoas

img_9622

Estas pessoas perderam tudo!

Tinham um nome, mas os que o sabiam esqueceram-no.

Tinham uma casa, mas o capitalismo encarregou-se dela.

Até tinham um emprego, mas a afamada crise destruiu-o.

Tinham uma identidade, mas a sociedade ostracizou-a.

Tinham dignidade, mas essa continuarão a tê-la e a merecer o nosso respeito, mesmo que não passem de um empecilho, mesmo que não passem daquela pedra que se nos atravessa na estrada e nos obriga a parar, e quem sabe a pensar… e poucas vezes a agir!

Estes seres são resquícios de uma vida que até os números dos relatórios das organizações internacionais se esqueceram (ou ignoraram) de mencionar.

img_9669

Vagueando pelas ruas descubro um mundo diferente, um mundo que já lá estava mas que ainda não tinha visto e ainda não me tinham falado dele e se me falaram não “escutei”.

É necessário ousar passar, porque “quem quiser passar além do Bojador, tem que passar além da dor”. Passar, não só a fronteira, mas também o mundo fantástico do centro comercial das mil e uma coisas falsificadas (quem conhece Zhuhai sabe a que me refiro…). A paisagem muda completamente…

os meus trilhoshttp://osmeustrilhos.pt
Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando pensar em ir a macau, já sei a quem pedir para ser o meu guia! 😛

    Imagens espectaculares primo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

Must Read

Lagos do Sabor, um azul imenso em Trás-os-Montes

Roteiro pelos Lagos do Sabor, em Trás-os-Montes. Lagos azuis, serras e vales profundos. Dicas para visitar Lagos do Sabor, alojamento, percursos pedestres

5 Vilas Medievais no Sabugal que tem mesmo de conhecer

Há 5 Vilas Medievais no Sabugal que todos devíamos conhecer. Não só porque são bonitas, mas acima de tudo porque estão umbilicalmente...

As melhores Praias Fluviais na Serra da Estrela (e arredores)

Já pensou em desfrutar destes dias de calor longe das multidões das praias do litoral, em plena comunhão com a natureza, no...

Moreira de Rei, a guardiã do planalto | Trancoso

Parece impossível que mesmo dentro do nosso concelho de nascimento ainda haja recantos a descobrir. É por isso que viajar é sair...

Penedros da Cabeça, um baloiço no coração da Beira

Em Lamas de Ferreira de Aves o confinamento deu frutos e um filho da terra deu asas à imaginação e construiu em...