Início Viagens Asia A Índia também é Católica. Por fim em Goa!

A Índia também é Católica. Por fim em Goa!

|

|

|

A Índia também é Católica

A índia também é católica, as divindades hindus vão paulatinamente dando lugar a toda uma panóplia de santos, de crucifixos e ainda no comboio já se vendem os terços. A paisagem também varia. A Humidade invade as carruagens, abafando o ambiente enquanto a nossa vista se delicia no verde luxuriante dos campos que acompanha o zizagueante trajecto do comboio.

Chegamos tarde, tarde demais para outra coisa que não seja arranjar um sítio onde dormir. Porém, tudo é calmo…não há gente na rua, parece outra Índia, diferente de todas as que já vimos…

Acordar e ligar a TV para assistir a um programa na RTP Internacional, tantos quilómetros depois, chega a ser irónico. Poucas expressões restam do português. Ouvimos chamar “patrão” e alguém que sabe contar até 5! Os resquícios ficaram apenas nos nomes de família, nas placas do comércio que nos remetem para o tempo do império da “nau da vela em cruz. Foi nas ondas do mar. Do mundo inteiro. Terras da perdição. Parco império mil almas. Por pau de canela e mazagão.”

Basílica do Bom Jesus, um exemplo das antigas igrejas deixadas Foto-2

Mais do que tudo, o império caiu, mas deixou um legado cravado de pedra inaudita, uma construção de ferro forjado que se entranhou numa Índia hindu, deixou as catedrais e a Sé, firmes numa fé diferente, numa missa dominical, num património mundial. A Roma de Ásia, a velha Goa portuguesa.

A belíssima Igreja de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, b

Experimentámos o melhor da cozinha indiana, comemos dosas e em jeito de despidas apreciamos calmamente o Lassi.

A praia também chama por nós e observamos a invasão da areia pelas famílias e amigos que se fazem à água vestidos no seu traje domingueiro e se secam depois ao sabor do vento, enquanto que nós nos tornamos assim pudicos e não nos atrevemos ficar nos trajes de banho ocidentais. Molhamos os pés apenas enquanto mergulhamos mais uma vez, a última, na cultura indiana.

O mar arábico que banha o estado de Goa...

Percorrer largas avenidas num passeio dominical à beira mar e bebericar uma água de coco é um epílogo da aventura indiana. Pouco nos resta mais.

Fazemos o caminho inverso, através do estado de Maharashtra, regressamos a Bombaim. O avião descola deixando atrás de nós o maior bairro de lata de Bombaim…uma das cidades que ainda nos fica por visitar, talvez numa próxima viagem…

Foto-5

 

[todas as crónicas da “carreira da índia”]

blog - siga-nos no facebook

os meus trilhoshttp://osmeustrilhos.pt
Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

Must Read

Moreira de Rei, a guardiã do planalto | Trancoso

Parece impossível que mesmo dentro do nosso concelho de nascimento ainda haja recantos a descobrir. É por isso que viajar é sair...

Penedros da Cabeça, um baloiço no coração da Beira

Em Lamas de Ferreira de Aves o confinamento deu frutos e um filho da terra deu asas à imaginação e construiu em...

Portas do Almourão e o Rio Ocreza

Chegámos às Portas do Almourão num daqueles dias tímidos de junho. Os dias prometiam calor, mas a aragem matinal obrigava a um...

Bogalhal Velho, a maldição das formigas gigantes

Viajar é isto, é sair e parar a poucos quilómetros de casa e descobrir que mesmo aqui ao lado há aldeias perdidas...

Gerês – Os lugares que são de visita obrigatória

O Parque Nacional Peneda-Gerês é um dos locais mais genuínos em Portugal. É um misto de natureza e tradição. O Gerês é...