Lanzarote, viagem à ilha forjada pelo fogo

Lanzarote é terra de contrastes. Lanzarote pode ser apaixonante e sufocante ao mesmo tempo. A paisagem por árida e agreste desperta amor em muitos, mas não deixa ninguém indiferente. Lanzarote é lava, são os vulcões. É destruição e o renascer, tudo junto.

Para nós portugueses é sobejamente conhecida por ter sido o porto de abrigo que Saramago, o nosso Nobel da Literatura, escolheu para se abrigar do mundo, para olhar para ele sem os olhos turvos do dia-a-dia. E, claro, como portugueses e amantes de literatura, não podíamos deixar de levar o Simão ao lugar que Saramago escolheu para viver parte da sua vida.

lanzarote- el charco verde - Os Meus Trilhos-
El Charco Verde, um lago de cores vivas ladeado por areia negra

É a segunda vez que visitamos o arquipélago das Canárias, há precisamente um ano atrás visitámos a ilha de Tenerife. Na altura dissemos que Tenerife era a ilha da eterna primavera, e é mesmo assim. Já Lanzarote, se tem da primavera as temperaturas amenas, falta-lhe o verde e as flores. Lanzarote é uma ilha vulcânica, com a negrura da terra que veio das profundezas. Mas é esta negrura e calor que lhe temperam a alma. O vinho é quente e picante, as frutas doces e suculentas e a vida, por aqui, essa é levada com tranquilidade.

Sem grandes planos para as férias de Carnaval, a precisarmos de um pouco de sol e calor e o Simão ainda demasiado novinho para embarcarmos em grandes aventuras, Lanzarote apareceu no mapa como a escolha perfeita para uma escapadinha de uma semaninha.

Esta iria ser uma viagem especial, afinal, e apesar de já termos feito algumas viagens com o pequeno Simão por este país fora, a verdade é que seria a primeira vez que metíamos um bebe de meses num avião e enfrentaríamos o bulício dos aeroportos, além do mais, iríamos ter de fazer a viagem de carro até Madrid, de onde nos últimos anos temos voado com frequência.

lanzarote-Simao-Os Meus Trilhos-155823

Mas o rapaz portou-se à grande, quer no avião, quer durante toda a viagem. O Simão além da mama, come sopas e papas, por isso já estão a imaginar todos os dias de manhã antes de sairmos? Pois, era a loucura… Ao fim e ao cabo, as coisas foram se simplificando e tudo acabou por ser natural. Claro que essa coisa das rotinas que devemos incutir aos bebes, as horas de sono e tudo mais, lá tiveram de fazer uma pausa, porque, afinal, o mundo é demasiado grande 🙂

O que fazer em Lanzarote | lugares a visitar em Lanzarote

Lanzarote é uma ilha marcada pela atividade vulcânica e, por isso, grande parte dos lugares mais interessantes estão ligados aos vulcões. Na realidade, são os vulcões que dão alma a esta ilha negra.

lanzarote - Timanfaya - Os Meus Trilhos-0412

A melhor maneira de visitar a ilha é alugando um carro. Alugar um carro nas Canárias é bastante barato e o combustível também é bastante acessível, muito mais barato que em Portugal. Por isso, não se acanhe e faça-se à estrada. No final do post vamos deixar mais algumas dicas sobre questões práticas a ter em conta numa viagem a Lanzarote, onde dormir, como alugar um carro, o que comer, etc… Por agora, vamos deixar-vos com uma lista dos lugares a não perder em Lanzarote.

 Parque Nacional de Timanfaya (Montanhas de Fogo)

Ilha vulcânica por excelência, não podíamos deixar de colocar em primeiro lugar o Parque Nacional de Timanfaya e, avisamos desde já, não é para menos. São quilómetros e quilómetros de lava, de montanhas negras, de destruição. As últimas erupções ocorreram em 1824, mas parece que foram ontem. Ainda se sente o calor e o crepitar da lava debaixo dos nossos pés. São mais de 25 vulcões, alguns ainda com atividade vulcânica. Se quereis um lugar para sentir a natureza em toda a sua potência, é aqui. Aqui não sentimos a dureza da lava jazendo aos nossos pés como na Ilha do Fogo,mas toda a sua imensidão eleva-nos o olhar por entre pináculos de contornos acidentados.

lanzarote-Timanfaya-Os-Meus-Trilhos-
O coração do Parque Nacional de Timanfaya

Só é possível visitar o coração do Parque através de autocarro, na famosa “Ruta de Los Volcanes”. Os autocarros saem do Centro de Receção aos Visitantes Islote de Hilário e, durante 4 quilómetros, transportam-nos ao coração do Parque.

lanzarote-Timanfaya-Os-Meus-Trilhos-112307-2

O bilhete custa cerca de 10 euros. Não é necessário reservar com antecedência, contudo, na época alta, podemos ter que esperar pela nossa vez, pois o acesso de carro ao centro de receção é condicionado. Toda a informação sobre Montañas del Fuego – Timanfaya

El Charco Verde ou Charco de los Clicos

Tentem imaginar o seguinte cenário: uma praia de areia negra onde se enrolam ondas de um azul quase celeste, atrás um lago de cores verdejantes termina a pintura. Assim é o Charco Verde. Esta é uma das mais bonitas paisagens de Lanzarote. 

lanzarote-Timanfaya-Os-Meus-Trilhos-0442

A lagoa situa-se na cratera dum antigo vulcão, parcialmente submerso pelo oceano. A sua cor verde é causada pelas algas que se encontram no fundo. É rodeado por uma praia de areia preta da chamada praia de El Golfo.

A visita ao Charco Verde pode ser feita juntamente com a vista a Los Hervideros e  Salinas de Janubio já que os três lugares distam poucos kms uns dos outros.

 Los Hervideros

Dentro do Parque Nacional de Timanfaya, Los Hervideros é um dos lugares mais impressionantes e um must see, sem dúvida. Aqui a lava, das erupções vulcânicas que assolaram a ilha, encontrou o mar e a natureza fez o resto. A água do mar cavou enormes grutas por entre a lava. São uma espécie de montanhas de rocha moldadas pelo mar.

lanzarote- los hervideros -Os Meus Trilhos-0457
Los Hervideros, um dos lugares mais icónicos da ilha de Lanzarote.

Apesar da irregularidade das rochas, foi escavado um pequeno trilho que permite observar as grutas cavadas entre as rochas.

A visita aos Hervideros pode ser feita juntamente com a vista ao Charco VerdeSalinas de Janubio já que os três lugares distam poucos kms uns dos outros.

 Salinas de Janubio  

A exploração de sal foi, durante muito tempo, um das atividades mais lucrativas quer nas ilhas das Canárias, quer em Cabo Verde. Por isso, não admira que por aqui abundem as infraestruturas dedicadas à ancestral técnica de extracção do sal através da evaporação. As ilhas canárias chegaram a ter mais de 60 salinas ativas, tal era a importâncias do “ouro branco”, hoje restam pouco mais de uma dúzia.

lanzarote- Salinas de Janubio - Os Meus Trilhos-0486

As salinas de Janubio localizam-se a sudoeste da ilha de Lanzarote, no território do município de Yaiza. Situadas numa lagoa criada por erupções vulcânicas, são as mais extensas salinas das Ilhas Canárias. Hoje em dia continuam a produzir o ouro branco que foi essencial na economia da ilha.

O restaurante “Mirador de las Salinas” ao lado das Salinas de Janubio, além de boa comida, “serve”, incluído no preço, umas vistas fantásticas sobre as salinas.

lanzarote - Mirador Salinas de Janubio - Os Meus Trilhos
Comida para miudos e graudos, vegetarianos e outros, e sempre com belas vistas

A visita às salinas pode ser feita juntamente com a vista ao Charco VerdeLos Hervideros já que os três lugares distam poucos kms uns dos outros.

 Cueva de los verdes

Com mais 5.000 anos de antiguidade, a Cueva de Los Verdes é, na prática, um gigantesco tubo vulcânico formado pelas inúmeras erupções que moldaram este território. Mas estes túneis carregam consigo um pouco da história desta ilha. No Séc. XV e XVII as “cuevas” serviram como refúgio para os locais que se viam constantemente atacados pelos piratas vindos do Norte de África e, dizem, o nome advém de uma família que aqui guardava o seu gado.

lanzarote- Cueva de Los Verdes - Os Meus Trilhos-0296

Se queres viajar às profundezas da terra e mergulhar em paisagem rochosas esculpidas e pintadas de mil cores pela força da natureza, então serás bem-vindo.

Só é possível a visita integrado em grupos que se vão formando depois de adquirimos o bilhete.

lanzarote- Cueva de Los Verdes -2 - Os Meus Trilhos-0286

Não é o sítio mais apropriado para levar bebes, uma vez que há escadas e lugares bastante estreitos para percorrer. Contudo, como levámos o marsupial o Simão lá percorreu os túneis com toda a tranquilidade. Mais informações sobre a Cueva de Los Verdes no site http://www.cactlanzarote.com.

Casa José Saramago (Fundação José Saramago)

Para um português, principalmente os que gostam de um bom livro, nenhuma viagem está completa sem um visita à casa onde viveu um dos maiores vultos da literatura mundial, José Saramago.

lanzarote- Casa José Saramago - Os Meus Trilhos

“Uma casa feita de livros” é como o Prémio Nobel da Literatura José Saramago definiu a casa onde passou a maior parte dos seus últimos 18 anos de vida.

É uma honra poder sentar o Simão numa das cadeiras onde Saramago tomava o seu café matinal, percorrer o jardim, olhando o mar, como, com toda a certeza, ele o fez tantas e tantas vezes.

A visita guiada à casa onde Saramago e Pilar viveram até 2010, bem como à biblioteca, custa 8€. Pode obter mais informações no site oficial acasajosesaramago.com/

Jardim dos Cactos

O Jardim dos Cactos foi a última grande intervenção de César Manrique em Lanzarote: jardim com mais de 600 espécies de cactos.

lanzarote - Jardin de Catus - Os Meus Trilhos-0315

O Jardim dos Cactos encontra-se numa antiga pedreira de onde se extraiu o “rofe”, uma areia vulcânica que é fundamental para o trabalho agrícola de Lanzarote. Os agricultores usam o rofe para cobrir o solo cultivado e conservar melhor a humidade. Cada gota de água é  preciosa em uma ilha onde o sol evapora uma parte substancial da chuva.

Cesar Manrique, com a sua mestria, recuperou o lugar, deu-lhe vida e hoje é um marco na ilha de Lanzarote e em todo o Mundo, conservando várias espécies em perigo de extinção.

Mirador del Rio

É, sem dúvida, um dos lugares mais bonitos de Lanzarote e, arrisco-me a dizer, ninguém pode vir de Lanzarote sem lá ter ido. A vistas do Mirador del Rio são maravilhosas, não são?

lanzarote- Mirador Del Rio - Os Meus Trilhos-0730
O Sérgio a mostrar a ilha de La Graciosa ao pequeno Simão. Vistas desde o Mirador del Rio.

O Mirador del Rio é mais uma das obras do arquitecto César Manrique. Para nós, é talvez o expoente máximo da simbiose entre homem e natureza. Sobre uma espécie de promontório, e aproveitando a elevação natural, foi construído um miradouro e um restaurante/café muito bem integrado no entorno rochoso. As vistas privilegiadas sobre a ilha de La Graciosa são a cereja no topo do bolo.

lanzarote- Mirador Del Rio - Os Meus Trilhos-0699
Mirador del Rio, uma simbiose quase perfeita entre homem e natureza, do arquitecto César Manrique.

A entrada custa aproximadamente 4,5€, mas se quiseres poupar dinheiro e continuar a ter vistas igualmente fantásticas, é só estacionar o carro na estrada de acesso ao miradouro.

lanzarote- Mirador Del Rio - Os Meus Trilhos-
No interior de café/restaurante no Mirador del Rio.

Os Mercados

Nós somos amantes de mercados. Já dissemos, a propósito dos mercados que ir a um mercado é como olhar para a alma de um povo, é sentir-lhes o pulso.  Os mercados são o mais puro reflexo da identidade de um povo, por isso nas nossas viagens há sempre tempo para uma visita a um mercado.

lanzarote - papas, mercado tinajo - Os Meus Trilhos-0180
papas (batatas) típicas de Lanzarote, no mercado agrícola de Tinajo

Há diversos mercados em Lanzarote. Nós aproveitámos o primeiro dia de viagem, e por ser domingo, fomos abastecer o frigorífico ao Mercado Agrícola de TinajoMas há mais mercados… dizem que os melhores são o Mercado de Teguise e o Mercado Turístico e Artesanal de Arrecife.

Vinho | As vinhas de Geria

Este é um lugar  não só para enófilos e amantes de vinhos, é um lugar para todos os que querem entender como se adaptaram os habitantes da ilha, como cresceram com ela e como aprenderam a fazer dela o seu sustento. Aqui encontrarás uma paisagem lunar ponteada por plantas de um verde vivo. Daqui sai um vinho com alma…

lanzarote - vinhas La Geria - Os Meus Trilhos-0579

As videiras estão protegidas por muros redondos ou lineares, que formam uma barreira contra o incessante vento que varre a ilha. Nesta zona da ilha produzem-se os famosos vinhos com a malvasia vulcânica.

Cultivar vinhas assim obriga a uma colheita manual, impedindo a plantação de grandes plantios e obrigando os produtores a optar pela qualidade ao invés da quantidade. Na região, são mais de 10 bodegas produzindo diferentes tipos de vinho. Nós visitamos uma das bodegas mais famosas e mais antigas, El Grifo, de que vos falaremos mais tarde. Mas há muitas que podem ser visitadas na região. 

lanzarote - vinhas La Geria - Os Meus Trilhos-0677-2
O engenho e a arte do cultivo de vinhas nesta paisagem vulcânica

 Jameos del Agua 

Ficámos na dúvida se deveríamos incluir os Jameos del Agua nesta lista. A verdade, o lugar não nos surpreendeu, o preço a pagar (à volta de 10€) é um exagero para o que se visita. Mas, e é como tudo na vida, há quem goste muito. É também obra do artista Lanzarotenho Cérsar Manrique que, na mestria que se lhe reconhece de trabalhar em harmonia com o entorno natural, converteu este lugar numa jóia arquitectónica. O Jameos del Agua é parte de um tubo vulcânico que desabou e no interior formou-se uma lagoa. Dentro da lagoa vivem pequeníssimos caranguejos albinos e cegos (Munidopsis Polimorpha), uma espécie endémica de Lanzarote e única no mundo.

Rematar dizendo que, apesar de la distancia, continuamos dentro do mesmo tubo vulcânico da Cueva de los Verdes. Mais informação em www.cactlanzarote.com.

lanzarote- Jameos del Água - Os Meus Trilhos-

 Las Playas 🙂

Bem, parece que deixámos as praias para último. Há quem venha a Lanzarote apenas pelas praias. Se este for o seu caso, e se leu o resto do artigo, já percebeu que está a perder muita coisa. Em Lanzarote encontrarás dezenas de praias, as praias de areia negra vulcânica, as praias de areia branca/dourada, as praias  concorridas e as tranquilas, enfim, há para todos os gostos. Não somos grandes apreciadores de praias, mas gostamos daquelas praias fotogénicas com pouca gente…

lanzarote - playa del papagayo - Os Meus Trilhos-172756
Playa del Papagayo, uma das praias mais bonitas de Lanzarote.

De todas as praias de Lanzarote, não pode perder a Playa del Papagayo. Embora o acesso se faça por terra batida, por entre o agreste Monumento Natural de Los Ajaches, a beleza da praia faz valer cada cm de pó. Nesta zona, conhecida como Punta del Papagayo, existem mais uma mão cheia de praias, todas elas espectaculares.

Não conseguimos ir à Praia de Famara, com os seus 5 km, mas dizem que é fantástica. Não percam.

lanzarote -playa grande - Os Meus Trilhos-185006
Um espectacular por-do-sol no passeio marítimo da Playa Grande.


Mais dicas para desfrutar de Lanzarote

  • Clima: O clima de Lanzarote é subtropical devido à pouca chuva e às temperaturas típicas de um deserto. A temperatura média do mês mais frio (janeiro) é de 17°C e a média do mês mais quente (agosto) é de 24° C. Não é comum encontrar uma noite com temperaturas abaixo de 14°C. Porque é que achas que Lanzarote é um lugar tão procurado para fugir do frio do norte da Europa?
  • Transportes: apesar de haver bastantes autocarros em Lanzarote, que percorrem toda a ilha, a melhor forma de nos deslocarmos é alugando um carro. Lanzarote é uma ilha onde a condução é muito fácil, os preços do aluguer do carro bastante acessível e o combustível bem mais barato que em Portugal. Além do pouco trânsito, as estradas são muito boas. Existem muitas opções de rent-a-car em Lanzarote. Uma das mais famosas é uma companhia local, a Cicar. Provavelmente nunca ouviu falar, mas chegando a ilha vai ver carros com o logótipo da Cicar por toada a ilha. Os carros costumam estar equipados com mapas e um guia audio que podemos ir ouvindo enquanto conduzimos.
  • Onde Dormir: Esta é sempre uma pergunta difícil, principalmente porque as ilhas das Canárias, apesar de terem bastante oferta, cada zona agrada mais a um tipo de público distinto. Nós ficámos na Costa Teguise, um pouco mais a Norte da Capital, Arrecife. Como estávamos com mais amigos, decidimos alugar uma casa no Booking. A zona mais procurada e com mais alojamento é Puerto del Carmen e Playa Blanca, desde logo, também as zonas mais turísticas. A ilha de Lanzarote é relativamente pequena, por isso, onde quer que fique alojado, ficará sempre perto de tudo.
  • Onde comer: não faltam sítios onde comer em Lanzarote e a preços relativamente acessíveis. Na zona norte da ilha, quando visitarem a a Cueva de Los Verdes e Jameos del Agua, podem parar em Punta Mujeres e comer na Casa Lucho. Um lugar simples mas com boa comida tradicional da ilha,  saborosa e barata. Na zona de Los Hervideros e El Charco Verde, gostámos do Mirador de Las Salinas, com uma panorâmica espetacular para as Salinas de Janubio. Para quem gostar do conceito, tem diversos Cien Montaditos na ilha. Nas quartas-feiras quase todos os montaditos são a um euro. 
A explorar a ilha de Lanzarote num carro alugado na Cicar.


Comentários

Comentários

Quem somos? os meus trilhos

Olá, somos o Sérgio e a Sandra! Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>> Sigam-nos no Facebook

Deixa um comentário

Your email address will not be published.