Estarreja, onde o mundo tem também lindas cores

Vamos até Estarreja? Há tanto para descobrir nesta cidade banhada pela Ria de Aveiro. Há moliceiros que atravessam os canais e trilhos mágicos entre canaviais.

Sabemos, e temo-lo dito com frequência, que este país tem recantos magníficos que muitas vezes nos apanham de surpresa. O primeiro conselho é, saiam das auto-estradas e permitam-se descobrir um Portugal longe das praias e dos circuitos turísticos mais comuns.

Para nós Estarreja, foi sempre uma terra que se confundia nas saídas da auto-estrada quando íamos a Aveiro visitar familiares. Uma terra cujo nome não seria pronunciável sem nos lembrar da música “Rústicos pelo epicurismo” dos Gato Fedorento…

Ria de Aveiro - Bio Ria - Estarreja
O canaviais imensos com percursos fantásticos para descobrir a Ria.

Foi então para contrariar a música, e tendo como mote a ObservaRia 2019, que decidimos passar umas valentes horas a calcorrear a cidade, de carro, a pé ou de moliceiro e até, pasme-se, de balão de ar quente. Estarreja mostra-se muito mais do que apenas uma cidade ali para os lados de Aveiro. Muito mais que uma terra de corso carnavalesco animado por escolas de samba e dançarinas em vestes arrojadas que contrariam as temperaturas que fazem sentir.

Estarreja - BioRia
Passeio de Moliceiro pela Ria, numa embarcação da Terra D’Água

Para as terras que crescem assim, ancoradas na sombra de outras maiores que com estas de confundem, não é fácil encontrar a sua identidade, numa amálgama de fábricas, algumas pouco perfumadas que as enquadram. Estarreja, Murtosa, Ílhavo, são para os restantes portugueses, que a estas terras não chamam de suas, Aveiro. São pouco mais que saídas da estrada até se alcançar a terra dos ovos moles, ou paragem para ver o corso de Carnaval.

Estarreja - BioRia

Não admira assim que as gentes daqui levem moldados no carater a simplicidade e a simpatia de um povo trabalhador que nas marés da Ria, esta sim, sempre, de Aveiro, vê o seu dia reflectido…em canaviais imensos, com um pé na terra e outro na água, muitas vezes lodacenta.

Estarreja - BioRia

Mas é sem dúvida em Estarreja que se encontra ainda hoje, o que de mais autêntico a Ria tem para nos dar. Ali, nas suas margens cresce o projecto BioRia que promete fazer Estarreja voltar a olhar para a ria, reconhecendo como seu este património natural, dando ao mesmo tempo a conhecer ao mundo esta riqueza de biodiversidade.

A BioRia oferece inúmeros percursos pedestres e cicláveis que dão a conhecer o vasto património natural da região.

BioRia - Percursos pedestres e cicláveis para descobrir a Ria
Se gostas de passeios entre natureza, aves e canaviais, temos tudo, tim tim por tim tim, num post dedicado aos passeios pela Ria, é só espreitar:

BioRia – Percursos para descobrir a Estarreja natural

(abre num novo separador)

Se vos sobrar mais em vontade que em tempo, podem percorrer os trilhos de veículo eléctrico (toda a informações aqui), mas aconselhamos a volta a pé ou em bicicleta, que nestas terras de planície por onde a vista alcança, o pé chega com facilidade. Aliás -sao estes os trilhos ideais para levar o carrinho de bebé. O Simão adorou e recomenda o passeio a todos os bebes, mesmo aos menos aventureiros.

Estarreja - BioRia
Os percursos pedestres e cicláveis ao longo da Ria de Aveiro.

Nesta partilha que se pretende que chegue a todos, e que todos venham depois conhecer, foi criado o ObservaRia, uma feira dedicada ao birdwatching e turismo de natureza e que que serviu como a mais bela das desculpas para ir conhecer Estarreja.

Um programa de invejar e capaz de atrair os amantes do turismo de natureza por todo o mundo, o ObservaRia ofereceu-nos ainda uma bela viagem pelos canais da Ria, num dia de agradável temperatura. O Simão andou de moliceiro pela primeira vez, e devidamente resguardado pelo colete salva vidas, adorou conhecer a ria, numa manhã de sol convidativo e aragem tépida.

Moliceiro - Estarreja - BioRia
Passeio de Moliceiro pela Ria, numa embarcação da Terra D’Água

Esta Feira de Turismo de Natureza contempla atividades para todas as idades. Palestras, tertúlias e workshops desenvolvidos por um painel internacional de oradores, atividades de lazer e pedagógicas ao ar livre, exposições e ateliês para crianças.

Moliceiro - Estarreja - BioRia
A empresa Terra D’Água além de passeios de moliceiro pela Ria, tem um programa extenso de actividades que permitem conhecer um pouco da alma do povo que habita, com um pé na água e outro na terra. Vejam o site em: www.terradeagua.com .

ESTAU – Festival de Arte Urbana em Estarreja

Mas nem só da Ria vive a cidade, e se de uma cidade de fábricas industriais e gente trabalhadora se moldou a paisagem, não faltaram motivos para que a arte urbana invadisse as fachadas dos prédios e que o ESTAU – Festival de Arte Urbana não fosse esperado por todos como mais uma forma de embelezar as ruas e as vistas de todos.

Esatu - Estarreja - BioRia
À Esquerda, obra de Fitan Magee , artista Australiano. À direita, obra do Português Vhils.

Painéis e pinturas surgem pelas ruas, se da Obra de Bordalo II partimos, a cidade parece já ser pequena para artistas de todo o mundo que aqui deixam as obras e um pouco de si. E se a pergunta é, como podemos visitar as obras, a resposta é simples. Nós visitámos parte das obras de arte, num roteiro organizado, por ocasião da ObservaRia 2019. Contudo, o Turismo de Estarreja organiza visitas guiadas e gratuitas, basta contactar pelo email turismo@cm-estarreja.pt. Quem preferir fazer uma visita livre, tem um mapa completíssimo com todas as obras a visitar. Mas não se esqueçam de reservar bem mais de um par de horas para o percurso, sabendo desde já que o tempo será pouco para tanta arte. 

Outros locais a visitar em Estarreja

Guia Prático para visitar Estarreja

Como chegar

Por comboio: Tendo como ponto de chegada o centro de Estarreja, pode utilizar a ligação ferroviária da Linha Urbana Porto-Aveiro.
Consulte os horários disponíveis em: Site da CP

Por carro: Estarreja situa-se a poucos kms de Aveiro, bem servida por diversas Auto-Estradas. Pode chegar comodamente introduzindo as seguintes coordenadas GPS N 40º 43’ 57.1” | W 8º 34’ 7.3” ou traçando a sua própria rota no Google Maps.

Onde Dormir

Nos ficámos alojados no Tulip Inn Estarreja Hotel & SPA**** , em Estarreja que é um dos melhores hotéis da região. Contudo, na zona existem outros alojamentos:

Onde comer

Durante os 2 dias que estivemos em Estarreja experimentámos vários restaurantes. Apesar do Sérgio ser vegetariano, todos eles conseguiram uma solução, mesmo em cima da hora:

Gostámos muito do Restaurante Casa Matos, em Salreu, que servem pequenas porções de comida bastante variada, privilegiando a gastronomia local. O Mercado Restaurante e Catering , em Estarreja, é também um excelente local para apreciar boa gastronomia local. Comemos ainda no Restaurante Cozinha da Terra, em Estarreja e na Marisqueira Tropical.

Estarreja Bioria
Estarreja – Bioria

Comentários

Comentários

Quem somos? os meus trilhos

Olá, somos o Sérgio e a Sandra! Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>> Sigam-nos no Facebook

comentários sobre

  1. Olá Sérgio! Tenho pena de não nos termos encontrado durante esta tua visita ao meu concelho. Mas por certo haverá outras oportunidades no futuro, ou quando voltares a Estarreja ou quando vieres conhecer o vizinho concelho da Murtosa, que vale bem a visita. Um abraço

    1. Marco,
      Estivemos em Estarreja por altura da ObservaRia. Adorámos toda a envolvente da Ria e queremos muito ir conhecer os concelhos vizinhos.
      Portanto, está combinado. Um dia destes vamos à Murtosa e queremos uma visita guiada por quem melhor conhece a zona 🙂
      Grande Abraço.
      Sérgio

Deixa um comentário

Your email address will not be published.