Levadas fáceis para fazer com bebés na Madeira

Acham que é possível fazer caminhadas nas levadas da Madeira com bebés? Quem disse que não errou redondamente e vamos mostrar-vos porquê.

Quem segue estes trilhos sabe que não perdemos a oportunidade de fazer uma bela caminhada, seja aqui ao pé de casa, seja do outro lado do mundo.

Levadas da madeira com bebés e Crianças - Os Meus trilhos.
o verde constante das Levadas da Madeira

Agora com o Simão tivemos que nos adaptar e as caminhadas, embora não tenham deixado de existir, são obrigatoriamente mais curtas. Nesta fase o Simão já não gosta muito de andar no marsupio, mas ainda não está completamente adaptado à mochila porta-bebés, como é o caso da nossa Deuter. Como ainda é pequenino quando vai na mochila está sempre a pôr a cabecita de lado para ver o que é que se passa a sua volta, o que é bastante compreensível.

Custa vir da Madeira e não caminharmos por algumas das levadas mais icónicas e exigentes, mas temos de enfrentar as nossas limitações temporárias e, claro, um dia destes voltamos cá.

Sugestões de Levadas na Madeira para caminhar com bebés

As Levadas são canais de água com um ligeiro declive criados para transportar a água do norte da Ilha para o sul, onde o clima é mais seco. A Madeira tem mais de 3.000 km destes canais.

Das dezenas de levadas na Ilha da Madeira, algumas delas são bastante exigentes fisicamente, com um grau de dificuldade elevado. Nós escolhemos duas levadas fáceis ou mesmo muito fáceis, mas bastante bonitas para fazer com o Simão: A Vereda dos Balções e um Caminho para Todos.

Um bom carrinho de bebés é fundamental
As levadas que sugerimos podem ser ser feitas com um carrinho de bebés. É fundamental carrinho todo-terreno, bastante resistente e com bom amortecimento. Nós temos o Concord Neo e tem sido fundamental para as caminhadas com o Simão.

1º – Vereda dos Balcões

A caminhada ao longo da levada da Serra do Faial, deve ser uma das mais fáceis e das mais bonitas da Madeira e, arriscamos a dizer, ninguém devia sair da ilha sem a ter feito, pelo menos, uma vez.

A natureza é de um verde exuberante e há passarinhos a chilrear por todo o lado. Às vezes até nos vêm fazer companhia na caminhada.

Carrinho Concord Neo - Vereda dos Balcões - Levadas da Madeira

A Vereda dos Balcões inicia-se na zona do Ribeiro Frio e termina num dos mais bonitos miradouros da Madeira, o Miradouro dos Balcões, donde podemos ter vistas privilegiadas sobre a Floresta Laurissilva, que ocupa cerca de 20% de toda a Ilha da Madeira. A floresta Laurissilva, declarada Património da Humanidade pela Unesco, é um coberto florestal primitivo e endémico que atualmente só perdura na em algumas zonas da Macaronésia mas que no passado ocupou vastas extensões do Sul da Europa e da bacia do Mediterrâneo.

Miradouro dos Balcões - Levadas da madeira
Floresta Laurissilva no Ribeiro Frio. Vistas desde o Miradouro dos Balcões

É claro que apanhar um dia solarengo, sem nevoeiro, é fundamental. E nesse caso, a sorte esteve do nosso lado. Estava um dia fabuloso, se calhar por ser dia de Páscoa.

Vereda dos Balcões - Levadas da Madeira

Ao chegar ao Miradouro dos Balcões deparámo-nos – nós, porque o Simão continuava na sua bela soneca – com um esplêndido cenário. Um cenário onde o verde dominava em toda a linha e a Floresta Laurissilva aqui reinava a seu bel-prazer.

Miradouro dos Balcões - Levadas da Madeira
Miradouro dos Balcões e as vistas sobre a floresta Laurissílva

Desde este miradouro é possível contemplar, além da Floresta Laurissilva, os vários picos da Ilha da Madeira. No miradouro vão, com certeza, ter a companhia de diversas espécies de aves. Parece que o birdwatching é uma atividade crescente na Ilha da Madeira, e no miradouro enquanto lá estivemos vimos uma enorme variedade de espécies de aves.

Por vezes lá tivemos de carregar o carrinho, pois apesar de acessível, algumas raízes e pedras travam andamento, mas com calma foi possível terminar o percurso sem que se tornasse cansativo.

Aproveite, de regresso ao Ribeiro Frio pelo mesmo trilho, para visitar o Parque Florestal do Ribeiro Frio, o seu Centro Aquícola com o viveiro de trutas Arco-Íris.

Dizem que no snack-bar “Faisca”, perto da zona onde se inicia a vereda, se come o melhor “prego em bolo de caco” da Madeira. Era dia de Páscoa e já tínhamos planeado almoçar noutro sítio, ficará para uma próxima.

Informação Técnica
  • Distância: 1,5 Km (+ 1,5 Km regresso)
  • Dificuldade: Fácil
  • Duração: 1:30 horas
  • Início/Fim: E.R. 103 (Ribeiro Frio, junto à área da Restauração)
  • Altitude min/máx: 630 m / 630 m

2º – Um caminho para todos

Como o próprio nome indica esta vereda, que acompanha a levada do Caldeirão Verde, foi adaptada para que todos nela pudessem circular, desde atletas a pessoas com mobilidade reduzida e a carrinhos de bebes.

Vão ver que na prática não é tanto assim, uma vez que, e compreensivelmente, as chuvas bem típicas do norte da Ilha criam frequentes poços de água, levam alguma da terra e deixam raízes grandes mais salientes. Ainda assim é um excelente percurso para fazer com o carrinho de bebé.

Levadas da madeira com bebés e Crianças - Um caminho para todos
Uma Levada para todos. Muito fácil de percorrer e acessível a todos.

Deixámos o carro na zona do Pico das Pedras, onde se inicia o trilho. O trilho acompanha a levada do Caldeirão Verde desde o Pico das Pedras até aos Parques Florestais das Queimadas, no concelho de Santana. Nós iniciámos o trilhos no Pico das Pedras, mas pode ser feito no sentido inverso.

O som da água em corrida é companhia permanente. Depois há o cheiro forte a terra húmida, as gotículas do nevoeiro que se condensa e que de vez em quando te lambem a fronte. Afinal estamos no meio da floresta Laurissilva.

O clima no norte da Madeira é muito instável, influenciando bastante os caminhos das levadas, quer no que respeita o nível da água no percurso, quer quanto à própria visibilidade. Procure informar-se sobre as previsões climatéricas antes de iniciar o percurso. Vá lá, uma chuvinha sabe sempre bem no meio de uma caminhada.

Se for com carrinho de bebés, como já sugerimos, opte por um todo o terreno, uma vez que o percurso em algumas zonas é bastante irregular. No nosso caso utilizamos o Concord Neo e o Simão dormiu umas belas sestinhas no percurso. Uma ou outra vez, porque havia umas raízes mais salientes no caminho, tivemos que pegar no carrinho em mão durante 2 a 3 metros para avançar.

O percurso termina no Parque Florestal das Queimadas, onde pode apreciar a Casa de Abrigo das Queimadas, casa que mantém as características originais das Casas Típicas de Santana, apresentando um espetacular telhado em colmo.

Para os mais aventureiros, as Queimadas é também o ponto de partida para uma levada mais longa e fisicamente exigente que leva os caminhantes para o Caldeirão Verde.

Informação Técnica
  • Distância: 2,1Km
  • Dificuldade: Fácil
  • Duração: 45 minutos
  • Início/Fim: Queimadas / Pico das Pedras
  • Altitude min/máx: 890 m / 870 m

Segurança nas levadas da Ilha da Madeira principalmente se vamos com crianças

Quase todos nós já fomos confrontados com notícias que dão conta de acidentes nas levadas na Madeira.

As sugestões de caminhadas que apresentámos não exigem cuidados adicionais, uma vez que se tratam de caminhos bastante fáceis e sem exigências de maior. Ainda assim, deixamos aqui algumas normas de conduta e segurança que devem ser sempre respeitadas. Se vai percorrer uma Levada ou Vereda, leia com atenção!

Normas de Conduta

  • Mantenha-se sempre dentro do trilho
  • É escusado dizer que não deve recolher nem danificar plantas
  • Não perturbe os animais
  • Não abandone lixo (não deite lenços de papel no chão, a sua decomposição é muito lenta)
  • Não faça lume
  • Se é fumador, não deite as beatas no chão, guarde-as para colocar no caixote do lixo
  • Não destrua ou modifique a sinalética

Para sua segurança e das crianças, se for o caso:

  • Não caminhe só, leve sempre companhia
  • Recolha previamente informação atualizada sobre o percurso
  • Confirme sempre, antes de sair, as previsões metereológicas
  • Informe sempre alguém do trilho que vai fazer e hora prevista da chegada
  • Certifique-se do tempo de caminhada e garanta que a finaliza antes de anoitecer
  • Transporte alguma comida e água de reserva
  • Utilize roupa e calçado apropriados
  • Se possível leve um telemóvel consigo
  • Em caso de fortes chuvas e ventos não faça o percurso ou volte para trás pelo mesmo caminho
  • Não corra riscos
  • Telefones úteis: Emergência: 112; Proteção Civil: 291 700 112 

Informação adaptada do site do IFCN. Consulte aqui os folhetos informativos de segurança do IFCN
 


Quem somos? os meus trilhos

Olá, somos o Sérgio e a Sandra! Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>> Sigam-nos no Facebook

Deixa um comentário

Your email address will not be published.