Início Europa Portugal Entre bons alvarinhos na Quinta de Soalheiro | Melgaço

Entre bons alvarinhos na Quinta de Soalheiro | Melgaço

|

|

|

É assim, entre trilhos, comidas e bebidas que as nossas viagens se fazem e nos transformam. Descobrir Portugal, passa também pelos sabores e paladares, uns com teor alcoólico que nos aconchegam os sentidos. E é, hoje, na Quinta de Soalheiro, em Melgaço que vamos descobrir os aromas de um bom Alvarinho.

Em chinês Portugal diz-se o país das uvas, por tal e para fazer jus ao epíteto de norte a sul sulcam os vinhedos as paisagens, moldando montanhas. Depois do fruto fermentado e já caída a folha surgem milhares de motivos para uma nova visita à adegas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Vista de Melgaço, desde a Quinta de Soalheiro

Existem já lugares de que conjugam todos os elementos vinícolas na perfeição, desde as vistas de cortar a respiração num bucólico cenário de videiras, às provas do néctar delicioso, entre-cortados por outros sabores, mais clássico ou mais recentes, que vão do melhor pão de centeio à fusão de cozinhas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
A variada gama de Avarinhos da Quinta de Soalheiro

A Quinta de Soalheiro é uma referência quando de Alvarinho se fala, exemplo de inovação e coragem, pois numa época em que pouco desta casta se ouvia falar, alguém avançou e apostou tudo na sua produção. Se o projeto foi outrora arriscado o passar dos anos tornou-o pioneiro, sendo a primeira marca registada de Alvarinho de Melgaço e um dos primeiros produtores.

Visitar o concelho de Melgaço

Melgaço, um destino verde e radical

Há um lugar, lá onde começa Portugal, onde o Rio Minho corre apressado em direção ao Mar. Um lugar onde o verde é a cor principal e tudo pinta. Estamos no Alto Minho, e hoje o nosso trilho leva-nos até Melgaço. Querem vir connosco? Não há melhor opção para um fim de semana prolongado que […]

6 comments

O certo que aquilo que antes se consumia em casa entre família e amigos, cada vez que se abria uma garrafa na adega, hoje é o mote de uma das mais fantásticas feiras de vinhos nacionais. Contam-nos, em Melgaço, os emigrantes guardam as suas férias na terra de forma a que as datas coincidam com a feira. Os alojamentos esgotam de ano para ano e as repercussões da feira fazem-se sentir até ao outro lado da fronteira, ficando assim a vila invadida de visitantes que mais não contam do que maravilhas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Visita aos Vinhedos da Quinta de Soalheiro

Mas tal só é possível devido à paixão que todos os Melgacenses dedicam à sua casta, em especial à Quinta de Soalheiro que nesta história de amor está como o Romeu para a sua Julieta, tal forma a união entre produtor e produto nos encanta ainda antes de tocar o palato.

E é este amor que nos contagia quando visitamos a Quinta de Soalheiro, os olhos de todos brilham na entrega aos seus produtos e brindam-nos com uma prova de vinhos que faria Baco morrer de inveja.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço

Do Alvarinho Soalheiro primeiras vinhas, aos mais vanguardistas espumantes, sem nunca esquecer o clássico, até os mesmos versados em enologia sentem as variações da casta e percebem que nem só de uvas se faz vinho. Este faz-se também em barricas, em tempos e anos cronometrados, em solos estudados que matizam as suas principais qualidades, realçando o que de melhor aqui se faz.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço

Para acomodar o néctar a Quinta de Soalheiro não se poupa a esforços e torna a combinação perfeita quando lhe junta em forma de refeição os enchidos da raça bísara, um queijo forte e toda uma variedade de sabores que culminam numa deliciosa sobremesa de fruta da época.

E ainda que quem nos lê ache que a visita não poder ser mais perfeita eis que entra a simpatia de todos os que nos receberam para tornar o cenário mais idílico. A forma com a Maria João Cerdeira e a Marta Caldas nos acompanharam tornou a visita inesquecível, não só pela afeição que nos dedicaram, mas também por tudo que nos conseguiram ensinar sobre o vinho Alvarinho.

Havemos de voltar, pois claro.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Quinta de Soalheiro

Como visitar a Quinta de Soalheiro?

Quinta de Soalheiro situa-se em Alvaredo, no concelho de Melgaço. É uma adega familiar com tradição na produção de Alvarinho. Atualmente tem infraestruturas modernas e que podem ser visitadas. É também possível realizar provas. Se aceder ao site da Quinta de Soalheiro (em https://enoturismo.soalheiro.pt/inventory), vai encontrar diversas opções de visita e experiência, desde visitas às vinhas até às famosas provas de vinhos e enchidos.

Para mais informações, contactar diretamente a Quinta de Soalheiro pelo telefone +351 251 416.

Que visitar em Melgaço e arredores?

Se vier à Quinta de Soalheiro, saiba que há muitas e variadas atividades para descobrir no Concelho de Melgaço.

Achamos que estes artigos vão ajudá-lo a preparar a sua viagem:

Passadiço do Rio Minho | Melgaço

Há os lugares que levamos planeados e aqueles que, sorrateiramente, nos aparecem pela frente assim de chofre. Foi mais ou menos assim com este trilho. Acabávamos de fazer check-out no Monte Prado Hotel & Spa, em Melgaço, quando alguém pergunta na receção onde começava o passadiço que se estendia ao longo do rio Minho. Bem, […]

0 comments

Entre bons alvarinhos na Quinta de Soalheiro | Melgaço

É assim, entre trilhos, comidas e bebidas que as nossas viagens se fazem e nos transformam. Descobrir Portugal, passa também pelos sabores e paladares, uns com teor alcoólico que nos aconchegam os sentidos. E é, hoje, na Quinta de Soalheiro, em Melgaço que vamos descobrir os aromas de um bom Alvarinho. Em chinês Portugal diz-se […]

0 comments

Melgaço, um destino verde e radical

Há um lugar, lá onde começa Portugal, onde o Rio Minho corre apressado em direção ao Mar. Um lugar onde o verde é a cor principal e tudo pinta. Estamos no Alto Minho, e hoje o nosso trilho leva-nos até Melgaço. Querem vir connosco? Não há melhor opção para um fim de semana prolongado que […]

6 comments
os meus trilhoshttp://osmeustrilhos.pt
Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

Must Read

Lagos do Sabor, um azul imenso em Trás-os-Montes

Roteiro pelos Lagos do Sabor, em Trás-os-Montes. Lagos azuis, serras e vales profundos. Dicas para visitar Lagos do Sabor, alojamento, percursos pedestres

5 Vilas Medievais no Sabugal que tem mesmo de conhecer

Há 5 Vilas Medievais no Sabugal que todos devíamos conhecer. Não só porque são bonitas, mas acima de tudo porque estão umbilicalmente...

As melhores Praias Fluviais na Serra da Estrela (e arredores)

Já pensou em desfrutar destes dias de calor longe das multidões das praias do litoral, em plena comunhão com a natureza, no...

Moreira de Rei, a guardiã do planalto | Trancoso

Parece impossível que mesmo dentro do nosso concelho de nascimento ainda haja recantos a descobrir. É por isso que viajar é sair...

Penedros da Cabeça, um baloiço no coração da Beira

Em Lamas de Ferreira de Aves o confinamento deu frutos e um filho da terra deu asas à imaginação e construiu em...