É assim, entre trilhos, comidas e bebidas que as nossas viagens se fazem e nos transformam. Descobrir Portugal, passa também pelos sabores e paladares, uns com teor alcoólico que nos aconchegam os sentidos. E é, hoje, na Quinta de Soalheiro, em Melgaço que vamos descobrir os aromas de um bom Alvarinho.

Em chinês Portugal diz-se o país das uvas, por tal e para fazer jus ao epíteto de norte a sul sulcam os vinhedos as paisagens, moldando montanhas. Depois do fruto fermentado e já caída a folha surgem milhares de motivos para uma nova visita à adegas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Vista de Melgaço, desde a Quinta de Soalheiro

Existem já lugares de que conjugam todos os elementos vinícolas na perfeição, desde as vistas de cortar a respiração num bucólico cenário de videiras, às provas do néctar delicioso, entre-cortados por outros sabores, mais clássico ou mais recentes, que vão do melhor pão de centeio à fusão de cozinhas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
A variada gama de Avarinhos da Quinta de Soalheiro

A Quinta de Soalheiro é uma referência quando de Alvarinho se fala, exemplo de inovação e coragem, pois numa época em que pouco desta casta se ouvia falar, alguém avançou e apostou tudo na sua produção. Se o projeto foi outrora arriscado o passar dos anos tornou-o pioneiro, sendo a primeira marca registada de Alvarinho de Melgaço e um dos primeiros produtores.

Visitar o concelho de Melgaço

Melgaço, um destino verde e radical

Há um lugar, lá onde começa Portugal, onde o Rio Minho corre apressado em direção ao Mar. Um lugar onde o verde é a cor principal e tudo pinta. Estamos no Alto Minho, e hoje o nosso trilho leva-nos até Melgaço. Querem vir connosco? Não há melhor opção para um fim de semana prolongado que […]

6 comments

O certo que aquilo que antes se consumia em casa entre família e amigos, cada vez que se abria uma garrafa na adega, hoje é o mote de uma das mais fantásticas feiras de vinhos nacionais. Contam-nos, em Melgaço, os emigrantes guardam as suas férias na terra de forma a que as datas coincidam com a feira. Os alojamentos esgotam de ano para ano e as repercussões da feira fazem-se sentir até ao outro lado da fronteira, ficando assim a vila invadida de visitantes que mais não contam do que maravilhas.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Visita aos Vinhedos da Quinta de Soalheiro

Mas tal só é possível devido à paixão que todos os Melgacenses dedicam à sua casta, em especial à Quinta de Soalheiro que nesta história de amor está como o Romeu para a sua Julieta, tal forma a união entre produtor e produto nos encanta ainda antes de tocar o palato.

E é este amor que nos contagia quando visitamos a Quinta de Soalheiro, os olhos de todos brilham na entrega aos seus produtos e brindam-nos com uma prova de vinhos que faria Baco morrer de inveja.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço

Do Alvarinho Soalheiro primeiras vinhas, aos mais vanguardistas espumantes, sem nunca esquecer o clássico, até os mesmos versados em enologia sentem as variações da casta e percebem que nem só de uvas se faz vinho. Este faz-se também em barricas, em tempos e anos cronometrados, em solos estudados que matizam as suas principais qualidades, realçando o que de melhor aqui se faz.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço

Para acomodar o néctar a Quinta de Soalheiro não se poupa a esforços e torna a combinação perfeita quando lhe junta em forma de refeição os enchidos da raça bísara, um queijo forte e toda uma variedade de sabores que culminam numa deliciosa sobremesa de fruta da época.

E ainda que quem nos lê ache que a visita não poder ser mais perfeita eis que entra a simpatia de todos os que nos receberam para tornar o cenário mais idílico. A forma com a Maria João Cerdeira e a Marta Caldas nos acompanharam tornou a visita inesquecível, não só pela afeição que nos dedicaram, mas também por tudo que nos conseguiram ensinar sobre o vinho Alvarinho.

Havemos de voltar, pois claro.

Visita à Quinta de Soalheiro, em Melgaço
Quinta de Soalheiro

Como visitar a Quinta de Soalheiro?

Quinta de Soalheiro situa-se em Alvaredo, no concelho de Melgaço. É uma adega familiar com tradição na produção de Alvarinho. Atualmente tem infraestruturas modernas e que podem ser visitadas. É também possível realizar provas. Se aceder ao site da Quinta de Soalheiro (em https://enoturismo.soalheiro.pt/inventory), vai encontrar diversas opções de visita e experiência, desde visitas às vinhas até às famosas provas de vinhos e enchidos.

Para mais informações, contactar diretamente a Quinta de Soalheiro pelo telefone +351 251 416.

Que visitar em Melgaço e arredores?

Se vier à Quinta de Soalheiro, saiba que há muitas e variadas atividades para descobrir no Concelho de Melgaço.

Achamos que estes artigos vão ajudá-lo a preparar a sua viagem:

Entre bons alvarinhos na Quinta de Soalheiro | Melgaço

É assim, entre trilhos, comidas e bebidas que as nossas viagens se fazem e nos transformam. Descobrir Portugal, passa também pelos sabores e paladares, uns com teor alcoólico que nos aconchegam os sentidos. E é, hoje, na Quinta de Soalheiro, em Melgaço que vamos descobrir os aromas de um bom Alvarinho. Em chinês Portugal diz-se […]

0 comments

Melgaço, um destino verde e radical

Há um lugar, lá onde começa Portugal, onde o Rio Minho corre apressado em direção ao Mar. Um lugar onde o verde é a cor principal e tudo pinta. Estamos no Alto Minho, e hoje o nosso trilho leva-nos até Melgaço. Querem vir connosco? Não há melhor opção para um fim de semana prolongado que […]

6 comments

Passadiço do Rio Minho | Melgaço

Há os lugares que levamos planeados e aqueles que, sorrateiramente, nos aparecem pela frente assim de chofre. Foi mais ou menos assim com este trilho. Acabávamos de fazer check-out no Monte Prado Hotel & Spa, em Melgaço, quando alguém pergunta na receção onde começava o passadiço que se estendia ao longo do rio Minho. Bem, […]

0 comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here