Início Portugal Castelo Branco Portas do Almourão e o Rio Ocreza

Portas do Almourão e o Rio Ocreza

|

|

|

Chegámos às Portas do Almourão num daqueles dias tímidos de junho. Os dias prometiam calor, mas a aragem matinal obrigava a um casaquito, nada normal para estas paragens da Beira Baixa.

Portas do Almourão, no rio Ocreza, na Foz do Cobrão, Castelo Branco
As impressionantes vistas das Portas de Almourão

Assim que chegámos à aldeia de xisto da Foz do Cobrão (nome engraçado, mas que deriva do facto do Rio Cobrão aqui desaguar no Ocreza) fomos diretos ao Miradouro das Portas do Amourão, para nos surpreendermos com vistas de deixar qualquer um de queixo caído, até o do pequeno Simão.

As Portas de Almourão, é um dos muitos geossitios do Parque Naturtejo. Se quiser aprender mais sobre estes fenómenos geológicos e de erosão, tem de ler este artigo do Museu da Paisagem, é delicioso.

Portas do Almourão, no rio Ocreza, na Foz do Cobrão, Castelo Branco

A Serra das Talhadas tem aqui um vale escarpado, num “v” quase perfeito. Ao fundo, há milhões de anos corre o Rio Ocreza que, lentamente, vais abrindo o seu caminho, deixando atrás de si uma paisagem única no país.

Miradouro nas Portas do Almourão, no rio Ocreza, na Foz do Cobrão, Castelo Branco

Entre uma fotografia e outra, o Simão lá se ia divertindo com o seu desporto favorito, atirar pedras ao rio. Pelo meio, ainda fomos presenteados com a companhia de dois grifos que aproveitavam para esticar as asas depois da soneca.

Portas do Almourão, no rio Ocreza, na Foz do Cobrão, Castelo Branco

Percurso Pedestre | PR2: Os Segredos do Vale de Almourão

Se tiver disponibilidade, a melhor forma de usufruir desta magnífica paisagem é trilhar os caminhos que circulam as “portas”, num trilho de cerca de 2 horas. Desta maneira, pode dar um mergulho no rio, mesmo ao pé das Portas, e vê-las bem perto.

  • Início: Sobral Fernando
  • Fim: Carregais
  • Extensão: 6,5 Km
  • Duração: aprox. 2h00
  • Grau de dificuldade: médio 

No site do Município de Proença-a-Nova pode descarregar o folheto do percurso ou o ficheiro para GPS.

Aldeia de Xisto da Foz do Cobrão

Esta pequena aldeia de xisto, pouco conhecida, localiza-se na margem do Rio Ocreza, entre as serras das Talhadas e do Perdigão. Não deixe de passear pelas suas ruelas típicas e de conhecer a antiga Fábrica de Fiação (que também já funcionou como Lagar de Azeite), os moinhos de rodízio, o forno comunitário, os conhais da foz e, se for dado a aventuras, desça o rio Ocreza em kayak.

Para descontrair ou para se refrescar num daqueles dias bem quentes típicos do interior do País, que tal um mergulho na praia fluvial de Ocreza?

Praia de Ocreza (Barcadouro)
Praia de Ocreza (Barcadouro)

Informações e dicas para visitar as Portas do Almourão

  • As Portas de Almourão situam-se na aldeia de xisto da Foz do Cobrão. Nesta zona, o Rio Ocreza separa os Concelhos de Vila Velha de Rodão e de Proença-a-Nova.
  • Para chegar, desde a A23, sair para Vila Velha de Rodão e depois seguir a direção da Foz do Cobrão. Ver a localização no mapa.
  • Para comer, não pode deixar de ir ao Restaurante Vale Mourão, um dos mais famosos por aqui.
  • Se quiser dormir por estes lados, experimente as Casas do Almourão, com 4 casas com vistas deslumbrantes para o Vale do Almourão e o Rio Ocreza.
  • Se tiver tempo, mais abaixo, em Vila Velha de Rodão tem as muito famosas Portas de Rodão (ver o artigo), uma espécie de irmãs mais velhas das Portas de Almourão.

Portas de Ródão

Monumento Natural das Portas de Ródão

Se andar por aqui, não deixe também de visitar as Portas de Ródão, em Vila Velha de Rodão. Se conseguir, aproveite o por-do-sol que aqui é deslumbrante. Para vistas ainda mais fantásticas, suba ao Castelo do Rei Wamba.


Galeria de fotos das Portas do Almourão

os meus trilhoshttp://osmeustrilhos.pt
Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>

Must Read

Lagoa do Congro, São Miguel | Açores

A Lagoa do Congro é de uma beleza fascinante, pura e surpreendente. E o melhor é que ainda fica fora da rota...

Miradouro da Grota do Inferno, em São Miguel | Açores

O Miradouro da Grota do Inferno (ou da Bocado Inferno), é um dos mais bonitos e impressionantes miradouros da ilha de São...

Cascata do Caldeirão, um segredo bem guardado

A Cascata do Caldeirão é uma cascata (quase) secreta às portas da cidade da Guarda. Mapa, trilho GPS e informações para chegar à cascata.

Cevide, aqui começa Portugal | Melgaço

Em Cevide, perto de Melgaço, encontramos o marco de fronteira n.º 1. Estamos no ponto mais a norte de Portugal. Informação para visitar Cevide

Ilhéu de Vila Franca do Campo, em São Miguel | Açores

O Ilhéu de Vila Franca do Campo é paraíso na Ilha de São Miguel. Neste artigo poderá encontrar informação prática, como visitar e quando ir.