Como é viver em Macau? – reportagem especial SIC

Macau é terra de encantos. Num exíguo espaço, mais do que encontrar-se, o oriente e o ocidente convivem… Macau acolheu-nos durante um dos mais profícuos períodos deste espaço, foi a nossa casa em 2009… Por isso é com um misto de saudade e de tristeza que vemos e que partilhamos esta interessante reportagem! Reportagem Especial: Ir a Macau   … Ler mais

Floriram por engano as rosas bravas – Camilo Pessanha

Camilo Pessanha (1867 – 1926) escreveu terem “floriram por engano rosas bravas” num dia de inverno! Esse Camilo, arauto da poesia portuguesa, amante de ópio e juiz de leis, jaz, descansando eternamente, no cemitério de São Miguel Arcanjo em Macau. Representante máximo do simbolismo poético, o autor de Clepsidra, viveu em Macau durante mais de … Ler mais

Macau by night

Foi uma autêntica aventura conseguir estes dois registos que, diga-se alto e bom som, não ficaram dignos de aqui serem publicados. Mas, valem acima de tudo por aquilo que representam em Macau… um dia, em que da Taipa se consegue ver, melhor vislumbrar, a selva-que-fica-mais-bonita-à-noite, onde os Macaenses e muitos por arrasto gostam de gastar … Ler mais

KUN IAM – A Deusa misericordiosa!

Os sinais ao ecumenismo abundam neste território. Em Macau, convivem e coexistem muitos credos, crenças e religiões. Por isso proliferam esses símbolos exteriores da profusão religiosa. Chamam-lhe a Deusa da Misericórdia, que a todos vê e a todos escuta. Da escultora Cristina Rocha Leiria, a estátua de bronze de 50 toneladas e 20 metros de … Ler mais

MACAU – 澳門 – Ou Mun

“Cidade do Santo Nome de Deus de Macau, Não Há Outra Mais Leal” Os registos do primeiro contingente português a pisar solo chinês remontam aos idos anos de 1513, quando a esquadra liderada por Jorge Alvarez desembarcou na ilha de Shangchuan (na altura, chamada de Tamão). Apesar de Tamão ter sido um importante ponto comercial, … Ler mais

Aterrar de “olhos em bico”

Se fosse altura para me confessar e um espelho reflectisse não só a minha imagem mas a minha alma, com certeza dir-me-ia que ela tremia. Aquele tremor que não se nota, não um ranger de dentes, mas os sinais de quando sentes aqueles arrepios frios que tentas em vão controlar. De tantas vezes que me … Ler mais