Início Site Página 19

Ninh Binh (Vietname)

0
“Halong Bay in the rice paddies” O tempo está cada vez mais quente. Sinto falta do ar fresco e das chuvas de final de tarde das florestas do Cambodja. O barulho das motas, pela primeira vez, começa a irritar-me. Pago 20 mil dong’s e alugo uma...

Hué (Vietname)

1
Começo o dia colado ao vidro do autocarro. A paisagem parece a mesma, há centenas de km, mas a cada metro descubro algo diferente. São patos banhando-se no rio, são pequenos lagos que deixam brotar das suas entranhas esguios troncos de flor-de-lotus, adocicados de...

Tôi ân chau – Sou Vegetariano – I am vegetarian

2
Perguntam-me se sou budista. Não. Então porque és vegetariano? Não gostas de carne, de peixe? Tento explicar algumas das razões. O sofrimento Animal? Os meus companheiros vivem todos os dias com o sofrimento humanos. A degradação ambiental? É apenas uma forma de sobrevivência. Para os meus amigos,...

Hôi An (Vietname)

0
“Hoc na, hoc noi” – the people should learn to eat before learn to speak Enquanto saboreio o deslizar refrescante de uma “Biere la Rue", aparentemente a melhor cerveja local, converso com Phu, um motorista que me tenta convencer a requisitar os seus serviços. À...

Hoi An (Vietname)

0
  Partir quando me apetece ficar Em países como este, onde 50% da população vive do arroz, não lugar para relógios, internet ou horários. Há apenas esse astro maior, fonte de vida e, hoje, muito calor! A vida começa cedo! À falta do famoso galo das saudosas...

Nha Trang (Vietname)

1
Mergulho nas águas, hoje, calmas do mar do Sul da China, na Costa Central do Vietname. O mar é imenso e azul-turquesa, a areia luzidia estende-se até se perder no horizonte. É assim em Nha Trag. É cedo demais para turistas. Apenas os locais e...

Tonlé Sap – The world’s biggest fish bowl (Cambodia)

5
O autocarro percorre lentamente, por estradas acidentadas, as margens do lago Tonlé Sap. Esperam-nos 6 horas de solavancos até à capital do Cambodja – Phnom Phen! A cidade dourada desvanece-se. A paisagem é verde, arrozais, coqueiros e cabanas. Dezenas de aldeias de pescadores que...

Amanhece em Angkor Wat (Cambodja)

1
São 4:30 da manhã. Ainda é escuro! Abro lentamente as cortinas do quarto e verifico as condições atmosféricas. Está um amanhecer límpido e cristalino, aqui e além salpicado com umas quantas nuvens. Perfeito para assistir ao nascer-do-sol sobre Angkor Wat! À entrada do local onde...

O império esquecido dos Khmer – Angkor (Cambodja)

1
17 de Julho Visto de cima, o Cambodja tem tons prateados. O país está completamente alagado, estamos no auge da época das Chuvas. Com as chuvas vem também o calor, o arroz e a abundância. O Cambodja transforma-se num celeiro! A noite passada no aeroporto de...

Orgulhosamente Português (Malaca)

0
Sento-me à mesa do restaurante “De Lisbon” e vejo que anunciam em bom inglês “traditional malaysian portuguese food”. Não procuro comida, procuro a língua, esse modo diferente de falar português, quase perdido nos tempos e nas gerações… quero contrariar as evidências e encontrar a...

“Flor de La Mar” – Malaca

0
Tão rápido uma história vira mito, como o mito lenda. Não é uma lenda que hoje vos vou contar. Esse galeão que cruzou o Bojador, que não se amedrontou com Nepturno e o seu tridente, que não sucumbir às torrentes da Boa Esperança, que descansou...

Malaca – “Welcome Home!”

1
Olho para ele de soslaio evitando a sua mirada, esquivo-me das várias tentativas que faz para me vender uma “pulseira da sorte”. De repente, ambos os olhares se cruzam. Tinha uns olhos negros, dentes luzidios, lábios carnudos e uma tez mais do que gasta, queimada...

Shanghai – ‘Whore of the Orient, Paris of the East’

0
A pontualidade chinesa pregou-me uma partida: o ferry para Shenzhen está atrasado. Os ânimos exaltam-se entre os chineses, a situação não se resolve e o relógio não pára. Sou surpreendido por um “tic-tac” interior, em tudo semelhante, até em timbre, ao que saía das...

Hoje o meu trilho leva-me a YangShuo (China)

3
Sinto um cheiro diferente percorrendo o autocarro onde me encontro. Não é de todo estranho! Reminiscências fugazes passeiam veloz à minha volta. Recordo tempos de outrora… Lembro o Volvo antigo, gigante, de um vermelho pálido, que rasgou incansável essas estradas de alcatrão gasto. Portugal de...

Floriram por engano as rosas bravas – Camilo Pessanha

2
Camilo Pessanha (1867 – 1926) escreveu terem “floriram por engano rosas bravas” num dia de inverno! Esse Camilo, arauto da poesia portuguesa, amante de ópio e juiz de leis, jaz, descansando eternamente, no cemitério de São Miguel Arcanjo em Macau. Representante máximo do simbolismo poético,...

Hoje o meu trilho leva-me a JACARTA (Indonésia)

3
Nunca estive tão perto da linha do equador e hoje vou transpô-la. Sinto uma excitação anormal por atravessar esta linha imaginária que separa dois mundos, o que produz e o que consome. O Norte e o Sul. Costumava, em pequeno, palmilhar as serras empunhando apenas...

Damnoen Saduak (Floating Market – Thailand)

3
Se há imagens da Tailandia que correm mundo e que qualquer um de nós as reconhecia, essas são as do mercado flutuante de Damnoen Saduak. Este é daqueles sítios turísticos, mas inesqueciveis... Os quase 40 graus que se faziam sentir, tornava insuportavel a centena de km...

Singapura [galeria de fotos] e Curiosidades

0
Curiosidades acerca de Singapura 1. Dentre 63 ilhas Singapura é a principal, sendo o terceiro destino turístico do sudeste Asiático. 2. É conhecida como a metrópole mais verde da Ásia e a cidade mais limpa do mundo. 3. Grande parte da água consumida em Singapura vem da...

Macau by night

0
Foi uma autêntica aventura conseguir estes dois registos que, diga-se alto e bom som, não ficaram dignos de aqui serem publicados. Mas, valem acima de tudo por aquilo que representam em Macau... um dia, em que da Taipa se consegue ver, melhor vislumbrar, a...
Olá, somos o Sérgio e a Sandra (e agora também o pequeno Simão). Costumamos dizer que "somos viajantes a tempo inteiro e juristas nas horas vagas". Mas somos, acima de tudo, apaixonados pelo mundo, pelas viagens... sejam elas curtas ou longas. É da Guarda, a cidade dos cinco f's e por sinal a mais cidade mais alta, que procuramos abolir fronteiras. Com mochila às costas e botas calçadas venham connosco, entrem em autocarros apinhados, comboios eternos e estradas lamacentas… Tudo sobre nós >>>
Necrópole Sepulturas antropomorficas Moreira de Rei, Trancoso

Moreira de Rei, a guardiã do planalto | Trancoso

0
Parece impossível que mesmo dentro do nosso concelho de nascimento ainda haja recantos a descobrir. É por isso que viajar é sair...
Penedros da Cabeça, em Ferreira de Aves, Sátão

Penedros da Cabeça, um baloiço no coração da Beira

Portas do Almourão e o Rio Ocreza

Bogalhal Velho, a maldição das formigas gigantes

Gerês – Os lugares que são de visita obrigatória

18,978FãsCurtir
1,669SeguidoresSeguir

Receitas para aproveitar a "quarentena"

Comer é viajar: Pão Pita e Hummus (fazer em casa)

Koulouria

Koulouri, os pães de sésamo gregos

Francesinha vegetariana

Francesinha Vegetariana (com Tofu)